Anos Incríveis: um passeio pela melhor série dos anos 80/90

Por: Cristal Bittencourt em 26 de junho de 2009


Anos Incríveis é a série da minha vida. Foi naquele subúrbio que tudo começou, foi com Kevin Arnold que minha paixão pelas séries nasceu. Se eu nunca tivesse descoberto Anos Incríveis talvez não tivesse descoberto Friends, Gilmore Girls, Sex and the city, Grey’s Anatomy

Quem não chegou a ver, não sabe o que perdeu.

A História

A série se passava no final dos anos 60, e contava a vida de Kevin Arnold, sua família e seus amigos. A narração era feita pelo Kevin adulto, que tinha sempre uma visão muito particular dos acontecimentos da sua infância e adolescência.

Jack era o pai de Kevin, um sujeito turrão, veterano da guerra da Coréia, que sustentava sua família trabalhando na Norcom. Norma Arnold era a esposa ideal, carinhosa, excelente cozinheira, mãe preocupada. Karen era a irmã mais velha, idealista e hippie. Wayne era a definição do irmão pentelho, ele não deixava Kevin respirar aliviado cinco minutos, principalmente quando seu melhor amigo, Paul Pfeiffer, estava por perto.

Paul era o melhor amigo que se podia ter, leal, cdf e alérgico a quase tudo. Os dois estudavam no Colégio JF Kennedy, junto com Winnie Cooper. Gwendolyn, nome verdadeiro de Winnie, era sua vizinha, colega, amiga e namorada. Os três continuaram amigos ao longo dos anos, mesmo com as indas e vindas no romance de Winnie e Kevin, mesmo em escolas diferentes, mesmo em bairros diferentes.

Os Personagens

Os personagens das duas primeiras linhas todo mundo lembra, mas e os outros? Fizemos esse quadro pra lhe ajudar a lembrar daqueles que fizeram essa série ser tão incrível.

Os nomes dos personagens você encontra aqui.

A Abertura

Embora a música fosse sempre a mesma, a abertura de Anos Incríveis (no original, The Wonder Years,) mudou duas vezes. Na primeira mudança, o começo permaneceu, sendo o final substituído por cenas de Kevin e seus amigos já adolescentes. Na segunda, saíram as cenas clássicas, dando lugar a fotos da época e uma foto de Kevin e sua turma do colégio.

Tv Cultura, Band e Multishow, emissoras que passaram a série aqui no Brasil, exibiram todas as aberturas.

Os Episódios mais Marcantes

Piloto
É aqui onde tudo começa. O primeiro dia de aula de Kevin no Ginásio JF Kennedy, dia em que conhece seus professores e colegas que lhe acompanharão pelos anos seguintes. O momento em que Kevin enfrenta o diretor e joga a maçã no do refeitório é um dos melhores da série, um belo começo!

Adeus
É no episódio Aula de Matemática que Kevin conhece o Sr. Collins, professor de matemática. Mas é em Adeus que ele entra pra sempre na vida de Kevin. Collins é aquele professor inesquecível, que todos nós tivemos. Não porque era bonzinho, severo ou querido por todos… Mas sim por ser um mestre, no verdadeiro sentido da palavra. Em Adeus o Sr. Collins ajuda Kevin a se reencontrar no colégio e na matemática, até que Kevin é surpreendido pela notícia da morte do professor.

A Formatura
Episódio marcante que determinou a passagem dos personagens para uma vida mais adulta. Kevin já não tinha o mesmo rostinho infantil, Paul estava mais alto que todos, Winnie já não era uma presença tão constante. É na formatura do ginásio que Kevin se vê diante do problema que é crescer e ter que deixar pra trás certas coisas que não fazem mais parte das nossas vidas. Kevin, já nostálgico, lembra de quando era criança, enquanto ajuda a eterna Srta. White, em trabalho de parto, a chegar no hospital. E, é claro, se forma.

O Acidente
Winnie está num colégio novo, num bairro novo, e cada vez mais se afasta de Kevin, que não desiste de ir atrás do seu primeiro amor. Os dois brigam na pista de patinação, brigam na rua, brigam na casa de Winnie… Até que ela sofre um acidente de carro, e ele corre para vê-la. Kevin sobe na árvore em frente ao quarto de Winnie, e através da janela lhe diz “eu te amo”. Winnie retribui. É a primeira vez que os dois falam em amor.

O Lago e De Volta ao Lago
Viajando com a família e Paul, Kevin tem a sua primeira paixão adolescente. É no lago que ele conhece Cara, menina da área por quem ele se apaixona como nunca antes. Ao som de “So happy together” eles vivem dias inesquecíveis até que Kevin tem que voltar pra casa. Eles prometem se escrever, voltar a se ver, mas como todo amor de verão, não passam de promessas. Oito meses depois, frustrado com sua vida, Kevin retorna ao lago, mas as coisas jamais seriam as mesmas.

Encontros e Desencontros
Winnie e Kevin, já adolescentes e estudando novamente juntos, resolvem ir no mesmo carro, com seus respectivos pares, ao baile do colégio. Mas tudo dá errado e eles acabam odiando suas companhias. E é ao som de “You’re everything” que Kevin e Winnie se redescobrem, e voltam a ficar juntos.

A Trilha Sonora
A trilha sonora de Anos Incríveis é, de certa forma, a melhor e a pior parte da série. A melhor porque com certeza a vida de Kevin não teria a mesma graça sem esses clássicos dos anos 60. E a pior, porque é justamente os direitos das canções tocadas na série que impede o lançamento de um dvd oficial de Anos Incríveis. Graça a essa trilha sonora inesquecível, temos que nos contentar com episódios no Youtube e DVDs piratas.

Foram quatro os cds oficiais da série, mas muitas músicas que marcaram episódios não fazem parte deles. Quer voltar ao clima da série? Fica a dica das músicas.

With a Little Help from My Friends – Joe Cocker
We’ve got tonight – Bob Seger
Unchained Melody – Righteous Brothers
Baby I Need Your Loving – Was (Not Was)
When a man loves a woman – Percy Sledge
Brown Eyed Girl – Van Morrison
Will You Love Me Tomorrow? – Carole King
ABC – The Jackson 5
It’s My Party – Lesley Gore
Smoke Gets in Your Eyes – The Platters
Birds and the Bees – Jewel Akens
Happy Together – The Turtles
Takin’ Care of Business – Bachman-Turner Overdrive
Ain’t No Mountain High Enough – Diana Ross, The Supremes

Os Acontecimentos que Marcaram a Época

A guerra do Vietnã ganha importância logo no primeiro episódio, quando chega a notícia que Brian Cooper, o irmão de Winnie, foi morto. As marcas da morte de seu irmão nunca deixariam Winnie. O Vietnã volta a atingir um personagem no começo da sexta temporada, quando Wart, amigo de Wayne, volta pra casa marcado pela guerra.

Em 1969 o homem chega a lua, e é no colégio que Kevin assiste a essa chegada televisionada. A própria televisão já fazia parte do cotidiano do norte-americano mas até então ela era preto e branca. A chegada da tv colorida é um acontecimento para Kevin, que não se conforma com o fato dos Pfeiffer comprarem essa novidade e eles não. Os Arnold só teriam uma tv colorida anos depois.

Os Beatles e os Rolling Stones marcaram os jovens dos anos 60 nas suas escolhas musicais, roupas, e gírias. Quando criança, Kevin chega a montar uma banda, que com a falta de talento de seus integrantes não vai a lugar nenhum. Já adolescente, Kevin e Winnie saem em busca de um show underground que dizem que os Rolling Stones vão fazer. Esse show teoricamente aconteceu, mas Kevin e Winnie não o encontraram.

O Fim
Na sua sexta temporada, Anos Incríveis chegava ao fim. No episódio duplo, Independence Day, Kevin sai de casa brigado com o pai e vai atrás de Winnie, que está trabalhando em um hotel. Lá ele encontra muito trabalho pesado e uma namorada arredia. Jack vai atrás do filho que continua irredutível. Kevin e Winnie brigam, terminam e são demitidos, tendo que voltar pra casa. Acabam juntos na estrada e, sozinhos, declaram seu amor um pelo outro prometendo nunca se separar. Uma promessa, como diz o Kevin adulto, que só poderia vir de corações muito jovens.

De volta a cidade, vemos toda a família de Kevin no desfile de Independência de 4 de julho. É quando o Kevin adulto nos conta que seu pai faleceu pouco tempo depois, Wayne ocupou seu lugar na fábrica, sua mãe se tornou uma mulher de negócios e Karen, grávida de Michael, teve um filho que é a cara de Kevin. Paul se tornou advogado e continua alérgico a quase tudo.

Winnie e Kevin se escreveram por anos a fio quando Winnie foi estudar arte na Europa. Na sua volta, Kevin foi recebê-la com sua esposa e seu primeiro filho.

“Crescer acontece tão rápido… Um dia você está de fraldas e no outro você se foi. Mas as memórias da infância permanecem com você durante todo o caminho”.

O Elenco e A Consagração
Fred Savage era o responsável por dar vida ao garoto mais carismático que já se viu em séries, Kevin Arnold. Já a voz do Kevin adulto pertencia a Daniel Stern (Mauro Eduardo Lima na versão dublada). Angélica Santos era a dubladora de Kevin no Brasil.

Seu pai, Jack, era vivido por Dan Lauria; e sua mãe Norma por Alley Mills. Completavam a família Olivia d’Abo como Karen, e Jason Hervey como Wayne.

O amigo inseparável de Kevin, Paul Pfeiffer, era interpretado por Josh Saviano, que não é nem nunca foi o Marilyn Manson. Já Winnie Cooper, o eterno amor de Kevin, era vivida por Danica McKellar. No elenco de apoio destacam-se as presenças de David Schwimmer (o Ross de Friends) como Michael, marido de Karen; e Crystal McKellar, irmã de Danica, como Becky Slater.
Ao longo dos anos a série concorreu a diversos prêmios de elenco, direção, roteiro e trilha sonora. Mas a consagração de Anos Incríveis veio mesmo no seu começo, em 1988, quando ganhou o Emmy de melhor série de comédia, e no ano seguinte com o Globo de Ouro.

Atualmente, Fred atua e dirige principalmente séries (Greek e It’s always sunny in Philadelfia). Danica, formada em matemática, chegou a escrever um livro que tenta dismistificar a matéria. Ela tem até um teorema com seu nome, o Chayes-Mckellar-Winn. Josh, assim como seu personagem, se tornou advogado.

Deixe seu comentário

187 comentários, seja o próximo.

  1. nivaldo vieira de melo disse:

    Situaçoes e duvidas sobre essa estraordinaria descoberta o amor, acompanhei a serie do inicio ao fim na cultura. Ainda hoje o amor de kevin e winny me serve de inspiraçao, so nao encontrei a minha winny!!!

    4 de dezembro de 2012 às 20:11
  2. Luis Augusto disse:

    A única série que assisti até o fim e gostei. Não há outra igual. Me lembro que na época que assisti na cultura e tinha meus 13 anos. Trilha sonora impecável e bem sincronizada com os capítulos. Muitos devem pensar que como uma série que trata de uma cultura diferente, de um período que muitos não viveram, pode ser tão cativante fazer nos sentir parte da história.

    4 de janeiro de 2013 às 23:44
  3. Carlos Richardson disse:

    Posso dizer, que além de meus pais, foram series como Anos Incríveis que me educaram para a vida. Cada situação vivida pelos personagens e cada ensinamento de cada um dos capítulos moldou meus valores morais e sociais, assim como os ensinamentos de minha família. Só posso agradecer a Deus, que através dos autores, nos ensinou a viver através dessa série… espero que todo o elenco esteja bem, e torço pela felicidade de todos!

    21 de fevereiro de 2013 às 00:17
  4. Rosilene Cristina disse:

    Onde eu consigo comprar as temporadas aqui no Brasil? alguém sabe?

    4 de abril de 2013 às 15:45
  5. werid paulo disse:

    e sem querer zapiando a tv me deparo com o seriado na tv cultura nao peguei do inicio mas mesmo assim me prendeu tinha meus 15 anos na epoca e por sorte a tv cultura voltou a reprisar do inicio ai nao perdi nenhum episodio logo minha mae tbm começou a assitir e minha irma tbm e hj me encontro aqui baixando o seriado pra minha esposa assistir e meus futuros filhos. realmente faz jus ao titulo um seriado incrivel

    1 de maio de 2013 às 19:54
  6. Júlio Gabriel disse:

    ASSISTI A SERIE NA ÉPOCA EM QUE PASSAVA NA CULTURA EM SUA PRIMEIRA EXIBIÇÃO E APRENDI MUITA COISA COM A SERIE…ME MARCOU MUITO E DEIXOU SAUDADES QUANDO FOI TIRADA DA TV.

    17 de maio de 2013 às 16:14
  7. Alberto disse:

    Ei, pessoal! Este site está vendendo a série completa:
    http://cineretro.com.br/combo-anos-incriveis-da-1-a-6-temporada-17-dvds.html
    Algum de vocês já comprou? A qualidade é boa?

    23 de maio de 2013 às 14:38
  8. Marcelo disse:

    Estou assistindo na ordem pela primeira vez depois de que cresci… Me emociono sempre, é impressionante!
    Aprendi na raça a tocar no violão a musica ‘Canon’, depois de assistir o episódio Coda, e estou arquivando toda a trilha sonora do seriado. Tenho só 21 anos e sinto muita saudade dos anos em que era criança, mas não há o que fazer, a gente cresce… acredito que muita coisa da vida, eu só notei depois de assistir quando pequeno, e isso me diferencia de muitos à minha volta, que mostram que não possuem valores.
    Gostei do artigo! haha,
    e meu episódio favorito foi o ‘A Mudança’, chorei largado!

    9 de junho de 2013 às 16:32
  9. Alexandre disse:

    pessoal, estou procurando a trilha sonora da série. Alguém sabe onde encontro pra baixar?

    7 de julho de 2013 às 22:17
  10. Andrezza disse:

    Essa é a melhor série que já passou na televisão.Ganhei as temporadas e a trilha sonora e com certeza esse foi o melhor presente que recebi,pois poder assistir sempre que desejo é maravilhoso.Não lembrava do nome da maioria dos episódios, pois era criança quando assistia,mas as mensagens que vinham com estes permaneceram na lembrança… essa série tem algo de muito especial que marcou minha vida…

    17 de setembro de 2013 às 11:25
  11. WIlson disse:

    Serie simplesmente incrível!!!, está serie nos ensina a ter respeito, compaixão, dignidade entre muitos outros valores!!!, hoje aos 33 anos posso me dizer um cara de sorte por ter assistido a esta serie na qual considero a melhor e mais completa!!! Acho que esta serie nos da uma lição de moral e respeito!!! Me faz lembra da minha época no ginásio pois neste período de 90 até 96 existia uma matéria da qual lembra muito a lição passa pela serie a matéria era EDUCAÇÃO MORAL e CÍVICA a qual tive o prazer de ter tidos aulas!!!
    Abraços a todos os fãs desta serie que é e sempre será a melhor!!!!

    21 de novembro de 2013 às 22:27
  12. Fagundes disse:

    Um seriado mesmo inesquecível! A gente volta ao tempo, tempo esse que foi a melhor época para muita gente. Bate aquela saudade da adolescência!

    17 de dezembro de 2013 às 10:01
  13. Alberto disse:

    O que parecia impossível agora tem chance de acontecer: a série toda em DVD! Leiam:
    http://g1.globo.com/pop-arte/blog/legendado/1.html

    17 de fevereiro de 2014 às 09:26
  14. João Pedro disse:

    Acabei de ver a série há alguns dias.
    Realmente é a melhor série que eu já vi, tenho apenas 15 anos, mas lembrarei desses “Anos Incríveis” para sempre.

    Queria perguntar se não tem alguma série parecida com Anos Incríveis, sei que é meio dificil ter algo tão bom quanto, mas se tiver por favor me indique. Obrigado

    5 de março de 2014 às 21:47
  15. thiago disse:

    Poxa vida ! Tenho 28 anos , mas nao enjou de assistir esse seriado : ja sao 9 vezes seguida completo. Nao tem como enjoar . Eu gostaria de saber se alguem pode me falar os nomes e as bandas de todas as mais de 300 musicas do seriado para eu baixar

    14 de agosto de 2014 às 09:59
  16. fabiano bronze dos santos disse:

    Alguem sabe o cantor ou nome da música que whaine canta no carro para namorada no episódio triângulo?????;

    31 de agosto de 2014 às 19:03
  17. Talmanth Dias disse:

    anos incríveis foi sem duvida a melhor serie que já vi , me foi de grande ajuda por que foi exibida quando eu estava vivendo meu primeiro amor. Eu não perdia um episodio, contava as horas para assistir.

    7 de fevereiro de 2015 às 21:39
  18. Ricardo disse:

    Porque não passa mais essas mini series? Hoje em dia só passa porcaria, saudades,não perdia nem um dia

    21 de março de 2015 às 23:40
  19. Roberto disse:

    Foi a melhor série já feita…não existe outra igual…

    Alguém sabe onde foi filmada a série, cidade e demais localizações?

    6 de agosto de 2015 às 22:03

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>