As crianças mais queridas das séries | Apaixonados por Séries

As crianças mais queridas das séries

Ser criança é fazer  ”artes”, bagunçar a casa, pular, brincar, se divertir, dizer tudo o que pensa sem se preocupar com consequências. Alguns adultos também fazem isso, né? Mas só as crianças têm uma “licença mágica” para fazer tudo isso sem se comprometerem. Porque mesmo depois de aprontarem alguma, elas chegam com aqueles olhinhos inocentes e um sorriso tão gostoso que fazem a gente esquecer que tinha que brigar por alguma coisa. Toda criança merece uma infância feliz. E hoje, 12 de outubro, é Dia das Crianças, uma data perfeita pra lembrarmos da nossa infância e de alguns personagens queridos das nossas séries!

Tancy Henrickson (Big Love) por João Miguel

Devido à natureza do drama, os filhos de Bill nunca tiveram grande destaque em Big Love – especialmente as crianças. Mas Tancy Henrickson(Jolean Wejbe/Bella Thorne), a mais nova dos três filhos de Bill com Barb, conseguiu cativar os telespectadores em suas pequenas aparições. Ao contrário dos irmãos, a garota cresceu dentro do ambiente poligâmico, sendo frequentemente usada na série para ilustrar o mundo dos SUD Fundamentalistas através da ótica de uma criança. Mesmo tendo desaparecido da série durante a terceira temporada, Tancy voltou com tudo na quarta temporada, desmascarando o romance de Ben e Margene. Sempre excêntrica, cheia de opiniões e ligeiramente geek, “Teenie” era franca e direta ao tratar das mais complicadas situações pelas quais seus pais passavam, e não compreendia bem o quão diferente sua família era do resto do mundo, sentindo-se sempre deslocada e perdida, tanto dentro quanto fora de sua casa.

 

Sally Draper (Mad Men) por João Miguel

Sendo Mad Men a série complexa que é, nada mais natural do que esperar de seus personagens mirins uma profundidade maior do que a vista em outras séries e de seus intérpretes um trabalho com menos amadorismo. Nisto, nem Sally Draper nem Kiernan Shipka decepcionam: a menina já foi pega “explorando seu corpo” na casa de uma amiga, já cortou o próprio cabelo, já fugiu de casa e pegou um trem escondida, já revoltou-se contra a mãe, vê um psiquiatra e tem um relacionamento potencialmente destrutivo com seu vizinho, Glen, tudo isso tratado com bastante cuidado pelos roteiristas. As atitudes de Sally são um reflexo das inconsistências da vida de seus pais, que não são para ela uma referência ou um porto seguro, mas sim uma fonte de frustrações e incertezas. A ligação da garota com seu pai, entretanto, é lindíssima, e cenas como a de Sally fazendo o café da manhã para Don são perfeitas para mostrar o lado paterno do Ad Man. Dos três filhos do protagonista, Sally se destaca sem sombras de dúvidas.

 

Chaves (Chaves) por Tobias

Não tem como falar do dia das crianças sem mencionar o maior marco da infância da grande maioria das pessoas: Chaves e sua turma. O seriado, que estreou no início dos anos ’70 é veiculado até hoje e continua arrebatando multidões. Chaves, Quico, Chiquinha, Nhônho, Pópis e tantos outros divertiam de maneira inocente, e nos faziam ficar ligados na frente da TV; crianças que não eram interpretadas por crianças, mas nem por isso perdiam o espírito ingênuo e infantil. Uma pena que hoje em dia a série venha perdendo a força, e dando lugar a produções “moderninhas” e de gosto duvidoso. Quem dera que todos pudessem crescer acompanhando a história do menino do barril. Quando nos perguntam qual é o maior símbolo da nossa geração (e até das passadas) no quesito televisivo, acho que a resposta unânime é “Chaves!”. Eu cresci com El Chavo Del Ocho, quem não?

 

Lily, Luke, Alex, Haley e Manny (Modern Family) por Tobias

O que seriam das crianças sem suas famílias? E se juntarmos uma família modernamente engraçada com um cast infantil primoroso? Risadas garantidas! Modern Family é um imenso sucesso e não há como discordar, e boa parte disso se deve aos artistas mirins. Quem não se encanta Lily e seus olhares que por si só já nos fazem sorrir? Quem não se diverte com as trapalhadas de Luke e a “nerdice” de Alex? Quem não ri da futilidade de Haley e com a maturidade de Manny? Com certeza nos identificamos com algum dos personagens, que definem nossa infância. Outro grande trunfo da série é nos entreter sem ser vazia, afinal, as lições estão presentes em cada episódio. Pequenos atores, grandes talentos, Modern Family e seu elenco podem ser considerados verdadeiros achados na dramaturgia. Ainda não assiste? Está esperando o quê?

 

Max (Parenthood) por Cristal Bittencourt

Entender Max (Max Burkholder) não é uma tarefa fácil para dois dos melhores pais do mundo das séries: Kristina e Adam Braverman. Também pudera, Max tem algo que o diferencia da grande maioria das crianças: síndrome de Asperger. O transtorno ou síndrome de Asperger é uma espécie de “autismo leve”, já que o portador não apresenta nenhum retardo (mental ou físico) tendo, no entanto, sua personalidade de certa forma moldada ao redor das limitações trazidas pela síndrome, já que quem a tem não consegue olhar no olho de outra pessoa, entender ironia e manter um convívio social simples – ou pelo menos o que nós entendemos como simples. Sabe quando alguém diz estar dando “nó em pino d’água”? Pois é, Max teria que fazer um esforço enorme pra entender essa expressão.E cabe a seus pais fazerem um esforço enorme para compreendê-lo. Mas o amor com que Max foi criado com certeza sempre o ajudou a ter uma vida mais simples. Quando puderam, seus pais lhe colocaram em uma escola especializada e contrataram uma terapeuta ocupacional; quando as coisas apertaram, fizeram questão de se certificar de que seu filho estaria bem. Como? Atormentando a professora é claro! Max pode não ter muitos amigos fora de casa, mas sua família certamente está pronta para exercer esse papel.

*Para maiores (e melhores) informações sobre a Síndrome de Asperger acesse esse artigo escrito por um psicólogo.

 

Hope (Raising Hope) por Cristal Bittencourt

O melhor e o pior de uma criança em uma série é conhecê-la quando ela ainda é um bebê. É ótimo porque é sempre bom ver aquele pinguinho de gente crescer, perder a cara de joelho e e até mesmo virar um bom (ou mal) ator. Mas e se a série for cancelada? E se resolverem trocar a criança (aka Modern Family)? Aí a gente tem que se despedir daquela gracinha e nunca mais vê-la crescer… Até que anos depois descobrimos com que cara aquela criança ficou em algum especial sobre “por onde andam os atores da série x”. Coisa, claro, que a gente espera que não aconteça com a Hope – as gêmeas Bayley e Rylie Crecut. Quando conhecemos Hope Chance, ela tinha apenas meses de vida e já era o bebê mais fofo que já se viu nas séries. Filha de Jimmy com uma serial killer, Hope é hoje o xodó dos Chance. Seja vestida de gorila, num carrinho de supermercado, presa entre as tranqueiras da garagem, gravando um comercial com topete dos anos 60, com a maquiagem de vovó Maw Maw ou fantasiada de menino Jesus na manjedoura; desde as gêmeas Olsen (em Full House) que não se vê bebê mais fofa em uma série!

 

Kevin (Anos Incríveis)  por Cristal Bittencourt

Quem assistiu Anos Incríveis, seja na Tv Cultura, no Multishow ou graças ao bom e velho download, com certeza já se identificou com Kevin (Fred Savage). Quando o conhecemos ele era ainda uma criança cheia de inseguranças típicas da idade…  Como dispensar os excessos de cuidado da mãe? O que fazer para se adaptar a mudança de colégio? Como lidar com o primeir amor? Quem teve a oportunidade de crescer com Kevin, quando a série foi ao ar no Brasil na década de 90, com certeza não esquece de como Kevin – ao lado de Paul e Winnie –  lidava com todos esses “problemas”. O filho de Norah e Jack sempre soube ser a criança (e o adolescente!) mais adorável e apaixonante que já se viu nos seriados. Mesmo quando ele fazia burradas históricas como tratar mal a irmão do seu melhor amigo, ele se redimia com atos de heroísmo como se jogar na piscina de smoking e tudo. Talvez seja esse o motivo de ser tão fácil nos identificarmos com Kevin: ele nunca foi perfeito. Ao longo de seis temporadas ele cometeu erros, quebrou a cara, pediu desculpas e se tornou uma pessoa melhor; assim como nós.

 

James Lucas Scott (One Tree Hill) por Alexandre Borges

James Lucas Scott, ou simplesmente Jamie Scott, herdou um pouco de cada um dos seus pais: tem o charme invejável de Nathan, o humor impagável de Haley e o coração gigante dos dois. Desde quando surgiu em One Tree Hill, na quinta temporada, Jamie se mostrou uma criança absurdamente divertida, emotiva e amiga. Seja em seu lindo relacionamento com a madrinha Brooke, com o seu Tio Lucas, com seu grande amigo Skills ou com qualquer outro morador de Tree Hill. Sem contar que o garoto foi capaz até mesmo de despertar sentimentos no coração de gelo humano que é Dan Scott. Sempre elétrico, o garoto faz com que seu pai Nathan o acompanhe em suas brincadeiras com carros de fórmula 1, treino de boxe e, claro, bolas de basquete. Jamie tem na parede do seu quarto a camisa que Nate costumava vestir quando era um grande atleta e a ostenta com orgulho. Uma das primeiras cenas dele na série, onde entrega a Nathan um desenho emocionante, é de encher os olhos de lágrima e também uma cena pequena, onde o garoto canta o tema de abertura da série ao lado de seu intérprete, Gavin Degraw. Sem dúvida, um dos momentos mais cutes da história de OTH!

 

Jake (Two and a Half Men) por Mayara

Ele não é mais uma criança, afinal, após nove temporadas de Two and a Half Men, vimos Jake (Angus T. Jones) crescer e hoje com seus 17 anos (na série) posa bem diferente da criança fofinha que conhecemos em 2003! Apesar das mudanças físicas, causadas pela idade, ele não poderia faltar na lista do dia das crianças, pois além de aproveitar a infância como ninguém, a imagem que ele sempre passará, será daquele menino gordinho pelo qual nos apaixonamos na primeira temporada. Sobre Jake, podemos dizer que ele não era a criança mais inteligente do mundo das séries, nunca foi o mais estudioso, porém, ele com certeza está entre os mais irônicos e perspicaz. Após a separação de seus pais, ele passa viver com sua mãe durante a semana e com seu pai Alan (Jon Cryer) e seu tio Charlie (Charlie Sheen) durante os finais de semana, e sabemos que tais homens, não foram os melhores exemplos para o garoto. Ainda sim, mesmo vivendo no meio desta confusão, Jake cresceu como um bom garoto, honesto até demais… É Fato que depois que ele cresceu, perdeu espaço na série, os fãs muito reclamam pois sentem falta de toda sua ironia, independente de quem seja o ironizado! Sempre teremos na memória, momentos como as várias tentativas de tocar Smoke on the Water (Deep Purple) ou ele ficando todo triste por achar que seu tio não gostasse dele! Jake cresceu, mas vai ser pra sempre uma das crianças favoritas das séries!

 

 Punky (Punky Brewster/Punky, A Levada da Breca) por Andrezza

“Punky!  Uma carinha que derrete, um coração de ferro. Punky! Um jeitinho que amolece qualquer grito ou berro. Punky! A menina que ilumina, toda vez que a gente vê, ainda tenho muito o que aprender com você.” A música da abertura brasileira de Punky Brewter consegue resumir perfeitamente quem era Punk. Junto com Chaves, foi o seriado que marcou minha infância. Abandonada pela mãe na porta de um shopping center em Chigaco, a menina e seu cão Pinky começam a morar em um apartamento vazio do prédio onde o fotógrafo Arthur Bicudo é síndico. No começo, Arthur resiste, mas em pouco tempo a moreninha de sardas conquista o coração do viúvo, que decide adotá-la. O jeitinho inusitado da garota, que chegou a participar do concurso senhorita adorável, rendeu quatro temporadas com muitas aventuras divertidíssimas ao lados dos amigos Anderson, Margot e Cátia, como quando usaram a câmera de Arthur para produzir um vídeo sobre malhação e  brincadeiras na casa da árvore. A série apresentou ainda alguns episódios sérios, tratando inclusive de abuso infantil e uso de drogas. Sentiu saudades também? Não perca tempo, o youtube está repleto de vídeos sobre a série!

 

E no ritmo das comemorações, é semana de aniversário no Apaixonados por Séries! Parabéns João MiguelCamila! Mil felicidades pra vocês e que venha mais um ano com muitas idéias legais e posts novos! =)


22 Comentários

  • Só de Ter o J-Luke faz a lista valer a pena

    É o sonho de todos tem um filho como o Jamie…

    Só faltou o… Preparem-se para estes comentários


  • 12 de outubro de 2011 às 17:05
    Arthur de Melo Barbosa disse:

    Só de lembrar de Chaves e a sua turma está muito bom! hahahaha Feliz Dia das Crianças pra todas do Brasil, e das séries também! hahahha

    Parabéns a vocês João Miguel e Camila (tá, ja te dei via twitter mas é sempre bom repetir né). Muitos anos de vida, felicidades. Que a cada ano vocês possam inovar e melhorar o trabalho aqui no Apaixonados por Séries! Recebam de coração os meus comprimentos! Hahahahahahha

    PS: Uma pergunta aos dois: quando eram crianças vocês ganhavam dois presentes neste dia? rsrsrsrrs Abraços =)


  • Só eu que achei “injusto” a escolha do Chaves? Tudo bem, ele é o astro da série e tem seus méritos, mas o Quico e a Chiquinha são infinitamente melhores e mais engraçados e carismáticos que o Chaves.


  • “Sendo Mad Men a série complexa que é, nada mais natural do que esperar de seus personagens mirins uma profundidade maior do que a vista em outras séries e de seus intérpretes um trabalho com menos amadorismo.”

    Falou tudo!

    Mas com certeza o Jake é o mais engraçado!


  • Passei o olho, como nao tinha o chris do everybody hates chris nao li … Fazer lista e agradar a todos é foda, eu sei


  • Gente, e a Michelle Tanner????
    Ela é a coisa mais querida que existiu na televisão!


  • Gente, vocês me matam com todos esses vídeos da Princess Beyoncé… a coisinha mais fofa do universo! Ainda mais agora nessa segunda temporada que ela tá mais crescidinha e toda interativa!

    Outra bebê fofurinha é a Zola, filhinha da Grey… é de cortar o coração vê-la sendo tirada da mamãe!

    E apesar de amar a baby Lilly, curti a troca de atrizes, porque essa Lilly nova é sensacional… naquele episódio em que o Cam tenta parar de mimá-la, as cenas são excelentes!

    Ótimo post!


  • Faltou a coisinha meiga da Sofia de grey´s anatomy!!! Ela fazendo high five com o Mark foi umas coisas mais fofas da série!!! Mas tds as outras da lista tbm são ótimas…


  • Ei, realmente essa serie é linda. Perfeita.


  • amomuito!! Jamie, Punky, Max e Chaves!! jamie é um dos personagens mais emocionante e agora de aparelho tá mais lindo aindaaaa!! kkk


  • Só de Ter o J-Luke faz a lista valer a pena

    É o sonho de todos tem um filho como o Jamie… +1

    jamie é um dos personagens mais emocionante e agora de aparelho tá mais lindo aindaaaa!! kkk+1


  • Cadê o Brick, de The Middle?


  • Gente, cadê as gêmeas Olsen como Michelle Tanner???


  • concordo com a Natália,onde esta a Michelle de três é demais,eu adoro aquela garotinha,ela é linda e o engraçado é que,Michelle e interpretada pelas as gêmeas,só que pelas as duas incrível né,essa lista ficaria melhor se tivesse ela


  • * Campo obrigatório. O seu email não será publicado.