Dawson’s Creek: de volta a série de Joey Potter

Por: Bruna em 8 de fevereiro de 2010

Dawson’s Creek foi a série da minha adolescência. Vi Dawson, Pacey, Joey e Jen crescerem junto comigo. Eu sempre gostei da série, mas era só mais uma pra mim. Alguns anos depois, vendo as reprises na Sony, foi que eu percebi o quão fantástica ela era. No final do ano passado tive tempo de rever todos os episódios de uma vez e pude ter mais certeza de que é um dos melhores dramas adolescentes já feitos. Os personagens são absolutamente reais e tudo o que eles passam já aconteceu com você ou com um amigo seu. E isso é o que eu mais gosto, nada é caricato, nada é inverossímil. Ok, talvez os diálogos sejam um pouco além do nível de vocabulário de um jovem normal, mas na minha opinião, isso só enriquece a série. Posso dizer que Dawson’s Creek continua muito atual. Claro que tem muita coisa que os jovens fazem hoje que há dez anos atrás eles não fariam, mas a insegurança, o sentimento de inadequação, isso não muda nunca. É uma história sobre o primeiro amor; aquele amor doloroso que você acha que vai ter devorar de dentro pra fora. É sobre escolhas que mudam a sua vida, família e principallmente sobre o real significado da palavra amizade.

Ambientada na cidade fictícia de Capeside, Massachusetts, Dawson’s Creek foi um dos maiores sucessos de crítica e público do final da década de 90 e durou por 6 temporadas, com um total de 128 episódios. Criada por Kevin Williamson, a série é baseada na adolescência do mesmo, que era obcecado por filmes teve um romance com a melhor amiga.

A trama é focada em quatro jovens lidando com a época mais mal-compreendida da vida: a adolescência. Dawson’s Creek é um retrato fiel desse período inevitável: dramas familiares, romances, problemas na escola, amizades, sexualidade, medos, dúvidas e ansiedades; tudo estava lá. Uma das características mais marcantes da série é o diálogo inteligente e sempre afiado.

Personagens Principais

No primeiro episódio, conhecemos Joey Potter (Katie Holmes) e Dawson Leery (James Van Der Beek), amigos de infância, discutindo sobre os hormônios adolescentes. Joey é uma garota introspectiva, que perdeu a mãe para o câncer e o pai para o sistema carcerário. Ela é bem estudiosa e sonha em entrar em uma boa faculdade. Dawson é um nerd maníaco por cinema e Steven Spielberg, que acredita no amor verdadeiro e sonha em encontrar a garota certa. Joey nutre desde sempre uma paixão por Dawson e a série começa com ela dizendo que eles já não podem mais dormir juntos como crianças. É aí que ele começa a perceber que ela não é mais uma menininha e que aquela amizade inocente pode se tornar algo mais. Mas aí entra em cena Jen Lindley (Michelle Williams), a nova vizinha do garoto, que o encanta com a experiência de uma menina da cidade grande. Jen vem de New York e lá ela se envolveu com drogas, álcool e cultiva problemas com os pais. Em Capeside, ela promete mudar e se torna a garota cobiçada da escola. Ao lado dos três, tem também Pacey Witter (Joshua Jackson), o melhor amigo de Dawson, odiado por Joey, que viria a ser o personagem mais carismático e querido de toda a série; além de claro, se envolver romanticamente com a mocinha. Ele é o típico bad boy que não se importa muito com a escola e nem pensa no futuro. Ele não tem um bom relacionamento com sua família e enfrenta tudo e todos para defender quem ele ama.

Na segunda temporada somos apresentado a Andie e Jack McPhee, irmãos que viriam a se tornar personagens regulares. Andie é uma garota super estudiosa, o oposto de Pacey. Rapidamente os dois engataram um romance, formando um dos casais mais queridos das séries e pessoalmente, um dos meus favoritos de todos os tempos. Andie nunca superou a morte do seu irmão mais velho, o que acarretou problemas psicológicos à garota. Ela rouba a cena na série e eventualmente, depois de curada da depressão, deixa Capeside. Andie volta no final da quarta temporada, para se formar no Ensino Médio junto com sua turma e também faz uma participação especial no series finale. Jack é o irmão de Andie, que inicialmente tem um relacionamento com Joey. Jack descobre que é gay e vemos ele lidar com o preconceito do pai e de algumas pessoas da escola, apesar de encontrar apoio nos seus amigos. Jack e Jen se tornam melhores amigos e quando eles partem para a faculdade, moram juntos.

Na quinta temporada os personagens principais entram na faculdade e a série passa a ser ambientada em Boston. Entra em cena Audrey Liddell, colega de quarto de Joey. As duas logo se tornam amigas e Audrey tem um relacionamento com Pacey.

Dawson, Joey e Pacey vivem em um eterno triângulo amoroso. Joey e Dawson namoram na segunda temporada, mas ele trai a confiança dela quando entrega o pai da garota para as autoridades e eles terminam de vez. A amizade entre Joey e Pacey, que nunca foram lá muito com a cara um do outro, começa a florescer na terceira temporada e acaba evoluindo para uma grande paixão. Quando Dawson descobre o envolvimento dos dois, fica furioso com os amigos e isso destrói a amizade entre ele e Pacey por muito tempo. Apesar dos dois voltarem as boas, eles nunca foram os mesmos. É com Pacey que Joey perde a virgindade e é com ele que ela tem o seu “felizes para sempre”.

Personagens secundários

Gail (Mary-Margaret Humes) e Mitch Leery (John Wesley Shipp) são os pais de Dawson. Gail tem um caso com um colega de trabalho e isso destrói o casamento dela com Mitch. Os dois voltam às boas na terceira temporada e ela descobre que está grávida depois de 16 anos do seu único filho. No início da quinta temporada, Mitch morre em um acidente de carro, deixando a mulher com uma filhinha pra criar.

Os pais de Jen mandaram a menina para Capeside para viver com sua avó, Evelyn Ryan (Mary Beth Peil), conhecida por Grams. Apesar das inúmeras diferenças entre ela e sua neta, principalmente religiosas, as duas se tornam grandes amigas e Grams a avó que todos gostariam de ter.

Bessie Potter (Nina Repeta) é a irmã mais velha de Joey, que toma conta da menina desde que a mãe delas morreu de câncer e o pai foi preso por tráfico de drogas.

Doug Witter (Dylan Neal) é o irmão mais velho de Pacey. Pacey sempre provocava o irmão, dizendo que ele era gay, o que acaba por ser verdade no final da série e Doug finalmente se aceita como homossexual.

Outros Personagens

Abby Morgan (Monica Keena) é a garota mais odiada da escola, que não cansa de provocar todos, trazendo a tona o que cada um tem de pior. Ela morre um trágico acidente na segunda temporada, e sua morte tem um grande impacto na vida de Jen.

Tamara Jacobs (Leann Hunley) é uma professora com quem Pacey se envolve na primeira temporada.

Henry Parker (Michael Pitt) foi um calouro que perseguiu Jen até ela ceder aos seus encantos. Eles namoraram por um tempo durante a terceira temporada, mas ele foi embora de Capeside e terminou com Jen através de Jack, o que fortaleceu a amizade dos dois.

Gretchen Witter (Sasha Alexander), irmã mais velha de Pacey, aparece na quarta temporada e os dois moram juntos. Ela tem um breve relacionamento com Dawson.

Drue Valentine (Mark Matkevich) era um bad boy da quarta temporada, amigo de Jen dos tempos de New York. Ele teve também um interesse em Joey e sempre aparecia para infernizar a vida das meninas.

Arthur Brooks (Harve Presnell) era um diretor de cinema ranzinza que já no fim da vida, encontrou o amor nos braços de Grams. Ficou muito amigo de Dawson e foi com um documentário sobre a vida do diretor que Dawson ganhou seu primeiro prêmio.

David Wilder (Ken Marino) foi um professor da faculdade que teve um breve envolvimento com Joey, mas percebeu logo que não podia arriscar sua carreira tendo um caso com uma aluna.

Eddie Dooling (Oliver Hudson) era um bartender com o qual Joey namorou por algum tempo. Era um escritor muito talentoso e Joey o ajudou a ganhar uma bolsa de estudos. Eles terminaram por que não viam futuro na relação.

Casais

Dawson & Jen – quando Dawson vê Jen descendo do táxi logo que ela chega em Capeside, é atração a primeira vista. Os dois começam a namorar mas terminam por causa do ex namorado de Jen que aparece para reconquistá-la. Jen arrepende-se depois mas aí já era tarde demais, pois Dawson estava com Joey. Os dois ficam algumas vezes durante a série e permanecem amigos. Eles voltam a namorar na quinta temporada, quando Dawson perde sua virgindade com ela mas o relacionamento não dura muito.

Dawson & Joey – amigos de longa data que se apaixonam. Em teoria, eles são o casal perfeito, mas na prática eles nunca funcionaram. Joey foi apaixonada por Dawson a vida inteira e quando ela anuncia que vai passar as férias em Paris no season finale da primeira temporada, Dawson a beija e ela logo esquece da viagem. Joey fica em Capeside e os dois começam a namorar, mas terminam depois de algum tempo por que Joey acha que perdeu sua identidade no relacionamento. Os dois voltam no final da segunda temporada, mas acabam quando Dawson entrega o pai de Joey pra polícia. Eles finalmente dormem juntos na sexta temporada, mas a coisa não engrena porque Joey descobre que Dawson tinha uma namorada. Apesar de muita gente gostar dos dois juntos, a maioria dos fãs de Dawson’s Creek que eu conheço esqueceram completamente deles assim que Pacey entrou em cena.

Pacey & Andie – ele é o bad boy que não quer nada com a escola e ela é a aluna brilhante que não sabe o que é uma nota baixa. Incompatíveis na teoria mas perfeitos um pro outro na prática, eles se envolvem quando ela começa a ajudar Pacey com os estudos e se apaixonam completamente. É durante esse relacionamento que nós aprendemos a amar Pacey, o mais nobre dos personagens. Quando Andie começa a sofrer com a depressão, ele está sempre ao lado dela e quando ela é internada em uma clínica psiquiátrica para lidar com seus problemas, ele fica esperando por ela. Os dois terminam de vez quando ela volta da internação na terceira temporada e conta a ele que o traiu. Pacey diz que a perdoa mas que eles não podem mais ficar juntos. Apesar de ser fã de Pacey e Joey, sempre vou achar que Andie era a garota certa pra Pacey. Os dois se completavam de uma forma incrível e quando ela volta no episódio final bate uma vontade louca de vê-los juntos. Sempre achei que eles fossem almas gêmeas e nunca vou me conformar com tudo que aconteceu com a Andie e que fez ela deixar Capeside.

Pacey & Joey – são amigos de Dawson desde criança mas nunca se gostaram muito. Na primeira temporada, Pacey beija Joey e convida ela pra sair mas ela nega por que não gostava dele;  ele desiste por saber que apesar de Dawson estar com Jen, ele gosta mesmo de Joey. Quando Dawson e Joey se separam, ele pede a Pacey para que cuide da ex e isso faz com que os dois se aproximem bastante. A amizade vai tomando forma de romance durante a terceira temporada e Pacey logo percebe que está apaixonado pela garota. Eles namoram desde o final da terceira temporada e até os últimos episódios da quarta, mas acabam por que Pacey acha que Joey tinha um futuro brilhante e ele estava ficando pra trás. Na última temporada, os dois voltam por dois episódios mas Joey o deixa pra ficar com Eddie. No final da série, Jen pede a Joey como seu útlimo desejo antes de morrer que ela escolha entre Pacey e Dawson e ela sabiamente escolhe Pacey.

Abertura

I Don’t Want to Wait, composta e interpretada por Paula Cole é o tema de abertura de Dawson’s Creek. Lembro que eu acordava instantaneamente quando ouvia essa música nas manhãs de sábado da Globo. Na versão em DVD, a música da abertura da terceira até a sexta temporada é Run Like Mad, interpretada por Jann Arden, pessoalmente, minha abertura favorita e essa do vídeo.

Trilha Sonora

Dawson’s Creek não peca na hora da trilha sonora. Foram 163 músicas que embalaram a vida dos adolescentes da série, com uma levada mais pop/rock alternativo e com muitos vocais femininos, que segundo o diretor, acompanhavam melhor a sensibilidade e emoções dos personagens. Dois CDs reunindo os maiores sucessos foram laçados, contendo alguns artistas de nome pouco conhecidos na época. Pra mim, as músicas mais marcantes são Kiss Me (Sixpence None The Richer), Feels Like Home (Chantal Kreviazuk), Change Your Mind (Sister Hazel) Crazy for this Girl (Evan And Jaron), Anything But Down (Sheryl Crow), It’s Not Easy (Five For Fighting), No One’s Listening (Goo Goo Dolls), I Will Remember You (Sarah McLachlan), Fields of Gold (Eva Cassidy) e claro, Daydream Believer (Mary Beth Maziarz).

Há um tempo atrás, foi disponibilizado no site oficial da série a lista de todas as músicas, onde você podia escolher as suas preferidas, com capa e tudo mais e receber seu cd personalizado em casa. Infelizmente essa página agora tá fora do ar. Aliás, o site oficial tem várias páginas que não funcionam mas ainda tem muita coisa legal, como o blog do Pacey. Vale a pena conferir!

Momentos Marcantes

1×07 – Detention

Dawson, Joey, Jen, Pacey e Abby Morgan ficam juntos na escola durante um Sábado para cumprirem detenção. Eu amo esse episódio por que ele homenageia o clássico “Clube dos Cinco” e conhecemos mais de cada personagem. Durante um desafio de um jogo da verdade, Joey e Dawson se beijam pela primeira vez. É também aqui que ela quase confessa seu amor por Dawson.

2×21 – Ch… Ch… Ch… Changes

O pai de Andie a leva para uma clínica onde ela vai ser internada para tratar dos problemas que ela vinha tendo. Esse episódio é cheio de momentos de fofura entre Pacey e Andie e a despedida dos dois é uma das minhas cenas preferidas da série.

3×17 – Cinderella Story

O “primeiro” beijo de Pacey e Joey. Na verdade, é o segundo beijo deles; muita gente esquece que na primeira temporada, no episódio Double Date, os dois estava fazendo um projeto de biologia juntos e Pacey se interessou momentaneamente por Joey e a beijou mas ela deu um fora nele. Aqui Pacey a beija já completamente apaixonado, e é quando ela começa a perceber que também gosta dele. Amo essa cena e amo a reação tardia que ela tem ao beijo.

3×19 – Stolen Kisses

Durante um passeio na casa de Gwen, tia de Dawson, o clima entre Pacey e Joey culmina em um beijo apaixonado dos dois. Dessa vez, Joey é quem toma a iniciativa, quando ela percebe seus sentimentos em relação ao garoto.

3×20 – The Longest Day

Um dos meus episódios preferidos da série é contado pela perspectiva de vários personagens. Joey e Pacey procuram um jeito de contar a Dawson sobre o relacionamento deles e quando eles finalmente encontram coragem, Dawson já tinha ficado sabendo e ele reage exatamente do jeito que os dois temiam. Mesmo quem não era muito fã de Dawson, como eu, deve admitir que o jeito como ele descobriu tudo não foi nada legal e que ele tem muitos motivos para ficar com raiva dos amigos. É um dos momentos mais marcantes da série.

4×03 – The Two Gentlemen of Capeside

Pacey decide sair com seu barco para comemorar suas boas notas e como Joey não podia ir com ele, ele leva Jen. Andie estava fazendo uma entrevista pra faculdade com a mãe de Drue mas ela nega a vaga pra menina devido ao seu histórico psicológico. Jen e Pacey ficam preso em uma tempestade e eles acham que vão morrer, então confessam seus maiores arrependimentos. Jen se arrepende de nunca ter se apaixonado e Pacey de ter perdido sua amizade com Dawson. Em Capeside, Andie toma controle da situação e organiza o resgate dos dois. Quem resgata Pacey? Claro que Dawson. Pacey então tem a chance de se desculpar e esse é um dos meus momentos favoritos dos dois. Também adoro a confiança que Andie demonstra ter em si mesma.

4×14 – A Winter’s Tale

Enquanto todos da escola viajam para esquiar, Dawson fica em Capeside para cuidar de Mr. Brooks e tem que decidir desligar ou não os aparelhos que o mantinham vivo. Longe dali, Joey e Pacey tem sua primeira noite de amor, provando de uma vez que o casal principal da série, em termos de romance, é Pacey e Joey.

4×22 – Coda

O final da quarta temporada marca o fim de Dawson’s Creek como conhecíamos. Todos estão dando adeus a Capeside, pois vão entrar na faculdade. Dawson vai pra Califórnia. Joey, Jen, Jack e Grams vão para Boston. É um episódio lindo, nenhum drama insuperável acontecendo, todos felizes. Poderia ter sido um series finale. Mesmo que eu não seja fã de Dawson e Joey como casal, gosto da amizade dos dois e foi um momento bonito deles. Eles se despedem com um beijo na janela de Dawson, como no final da primeira temporada.

5×4 – The Long Goodbye

É um dos episódios mais tristes da série. Aqui vemos todos lidando com a morte de Mitch Leery, pai do Dawson, que faleceu em um acidente de carro. Dawson se culpa pela morte do pai e tenta ser forte pela mãe. Ele luta pra esconder o que ele está sentindo. Joey, que já passou por tudo isso quando perdeu a mãe, tenta ficar ao lado dele mas tudo que ele mais quer é ficar sozinho. Pacey é quem faz Dawson entender que não pode se culpar por uma fatalidade, leva ele ao local do acidente e mostra que ele não tem culpa. Todos os flashbacks de Mitch nesse episódios são bem emocionantes e no final, quando Dawson finalmente chora, não tem como não desabar junto com ele.

6×15 – Castaways

Quem, quando criança, nunca sonhou em ficar preso a noite inteira em uma loja gigante de departamentos? É isso que acontece com Pacey e Joey, nos proporcionando um dos melhores episódios da série. Os diálogos entre os dois são maravilhosos. Eles discutem sobre tudo, principalmente sobre seu relacionamento. É aqui que Pacey diz que a vontade de beijar Joey é constante; é como um barulho que sempre está lá e você se acostuma com ele. O Pacey corporativo desaparece e podemos ver a cara sem pêlos do velho Pacey de volta. A cena que Joey faz a barba dele é uma das minhas preferidas. O roteiro desse episódio é simplesmente fantástico! Somente Joey e Pacey pra conseguir segurar um episódio inteiro sem ajuda de nenhum outro personagem.

6×23 – 6×24 – All Good Things… Must Come to an End

O series finale de Dawsons Creek é um dos meus finais de série preferidos. O episódio se passa cinco anos no futuro, no ano de 2008. Dawson conseguiu realizar seu sonho e transformou sua vida em uma série de tv. Jen mora em New York com Grams, gerencia uma galeria de artes e tem uma filhinha. Jack é professor em capeside. Pacey é o dono do Ice House e Joey uma editora de livros de sucesso. Eles voltam a capeside para o casamento da mãe de Dawson, Gale. Adoro a cena em que eles se encontram no Ice House e começam a lembrar do passado. Durante a recepção do casamento, Jen desmaia e no hospital, descobrimos que ela está em fase terminal. Como último desejo, ela pede a Joey que finalmente escolha entre Dawson e Pacey. Ela também pede a Jack que cuide da filha dela. Com a ajuda de Dawson, ela grava um vídeo para a menina ver no futuro. Jen morre ao lado de Grams, em uma das cenas mais emocionantes que eu já vi. Eu chorei durante o episódio inteiro. Os preparativos pra morte de Jen, todos reunidos do lado dela… é triste demais. Lindo e triste. No final, a gente vê que Joey escolheu Pacey e a série termina mostrando uma foto na mesa de Dawson em que ele está ao lado de Pacey e Joey, o triângulo que deu início a tudo.


Curiosidades

  • Apesar de Dawson Leery ser o personagem título, quem acaba por se tornar a personagem central da trama é Joey Potter e muitos fãs se referem a série como Joey’s Creek. Ela foi a única a aparecer em todos os 128 episódios.
  • Muita gente começou a ganhar notoriedade depois de aparecer em Dawson’s Creek. Jensen Ackles, o Dean de Supernatural, participou de 12 episódios, interpretanto C.J, namorado de Jen. Jennifer Morrison, que hoje faz a Dra. Cameron em House, foi uma namorada de Pacey. Chad Michael Murray, Hilarie Burton, e Lee Norris, todos de One Tree Hill, também participaram da série. Até Sue Sylvester (Jane Lynch) de Glee já passou por lá!
  • Joshua Jackson, intérprete de Pacey, levou pra cada três Teen Choice Awards consecutivos, em 1999, 2000 e 2001.
  • O bar Hell’s Kitchen, que aparece nas últimas temporadas, era uma loja de comida natural que os produtores compraram e transformaram em bar para a série. Ao final da produção, foi vendido e transformado em bar e restaurante de verdade, mantendo muitas peças da decoração utilizada na série.
  • Dawson’s Creek foi filmada em Wilmington, na Carolina do Norte – mesmo lugar onde One Tree Hill é filmada.
  • O beijo de Jack e Ethan, na terceira temporada, foi o primeiro beijo gay exibido em uma rede de televisão nos Estados Unidos.
  • Não se sabe quem é mais velho, se é Andie ou Jack, já que os dois são colegas de sala. Especula-se que eles são gêmeos fraternos.
  • No final da série, Dawson Leery, movido pela sua paixão pelo cinema, consegue transformar a sua vida em uma série de tv – mesma coisa que aconteceu com Kevin Williamson, o criador da série.
  • Hand In My Pocket, música da canadense Alanis Morissette, foi usada como tema na abertura original da série, mas não pode ir ao ar porque não foi licenciada na época. A abertura original acabou indo ao ar anos depois como um vídeo feito por Dawson.
  • Kerr Smith e Joshua Jackson foram os únicos atores da série que dirigiram episódios durante a sexta temporada.
  • No episódio final, durante a cena em que Pacey e Joey estão em casa vendo The Creek, as lágrimas de Pacey foram reais. Foi a última cena que Joshua Jackson gravou na série e ele se emocionou.
  • É uma das três séries da WB que receberam permissão para usar a palavra “merda” em cena. As outras são Everwood e One Tree Hill.
  • A maioria das músicas que tocam no series finale são músicas que deveriam ter aparecido no piloto, mas a licença era muito cara.
  • Todos os episódios da primeira temporada começam no quarto de Dawson.

Por Onde Andam

Katie Holmes participou de alguns filmes de sucesso, como Batman Begins e Por Um Fio, mas foi mesmo o seu casamento com Tom Cruise que fez com que ela fosse a atriz da série a obter mais destaque na mídia. Katie também é responsável por trazer ao mundo Suri Cruise, uma das celebrity kids mais fofas que existem!

Joshua Jackson não teve uma carreira de sucesso no cinema, mas em 2008 conseguiu o papel principal em Fringe, série do mesmo criador de Alias e Lost. Namora a atriz Diane Kruger.

Michelle Williams foi a única a ter conseguido destaque por sua carreira cinematográfica. É uma atriz muito elogiada pela crítica, trabalhando muitas vezes em produções independentes. Foi indicada a um Oscar pelo filme Brokeback Mountain. Tem uma filha de 4 anos com o saudoso Heath Ledger.

James Van Der Beek, ironicamente, é o ator que menos recebeu destaque na mídia. Fez filmes pequenos, sem muito sucesso e participações em algumas séries, como How I Met Your Mother e One Tree Hill. Atualmente está escalado para o mais recente drama médico da NBC, Mercy, onde ele vai interpretar um médico durante oito ou dez episódios.

Kerr Smith participou de alguns filmes de terror adolescente e de séries como Justice e Eli Stone. Hoje pode ser visto na mais nova aposta da CW, Life Unexpected.

Meredith Monroe, apesar de ser uma atriz muito talentosa, não fez carreira no cinema, mas participou de inúmeras séries, como House, Bones, Private Practice, Criminal Minds e Californication.

Busy Philipps fez filmes pequenos e participou de várias séries, como ER, Love Inc e The Sarah Connor Chronicles. Hoje ela participa de Cougar Town. Curiosidade: é madrinha de Matilda Ledger, a filha da Michelle Williams.

Ambientada na cidade fictícia de Capeside, Massachusetts, Dawson’s Creek foi um dos maiores sucessos de crítica e público do final da década de 90 e durou por 6 temporadas, com um total de 128 episódios. Criada por Kevin Williamson, a série é baseada na adolescência do mesmo, que era obcecado por filmes e pela vizinha.

A trama é focada em quatro jovens vivendo a época mais mal-compreendida da vida: a adolescência. A série é um retrato fiel desse período inevitável: dramas familiares, romances, problemas na escola, amizades, sexualidade, medos, dúvidas e ansiedades; tudo estava lá. Uma das características mais marcantes da série é o diálogo inteligente e sempre afiado, às vezes até demais.

Personagens Principais

No primeiro episódio, conhecemos Joey Potter e Dawson Leery, amigos de infância, discutindo sobre os hormônios adolescentes. Joey nutre desde sempre uma paixão por Dawson e diz a ele que já não podem mais dormir juntos como crianças. É aí que Dawson começa a perceber que Joey não é mais uma menininha e que aquela amizade inocente pode se tornar algo mais. Mas aí entra em cena Jen Lindley, a nova vizinha do garoto, que o encanta com a experiência da cidade grande. Jen vem de New York e se torna a garota cobiçada da escola. Ao lado dos três, tem também Pacey Witter, o melhor amigo de Dawson, odiado por Joey, que viria a ser o personagem mais carismático e querido de toda a série e claro, se envolver romanticamente com a mocinha.

Na segunda temporada somos apresentado a Andie e Jack McPhee, irmãos que viriam a se tornar personagens regulares na terceira temporada. Andie era uma garota super estudiosa, o oposto de Pacey. Rapidamente os dois engataram um romance, formando um dos casais mais fofos das séries. Andie nunca realmente superou a morte do seu irmão mais velho, o que acarretou problemas psicológicos a garota. Ela rouba a cena na terceira temporada e eventualmente, depois de curada da depressão, ela deixa Capeside. Andie volta no final da quarta temporada, para se formar no Ensino Médio junto com sua turma e também faz uma participação especial no series finale. Jack era o irmão de Andie, que inicialmente tem um relacionamento com Joey. Jack descobre que é gay e vemos ele lidar com o preconceito do pai e de algumas pessoas da escola, apesar de encontrar apoio nos seus amigos. Jack e Jen se tornam melhores amigos e quando eles partem para a faculdade, moram juntos.

Na quinta temporada os personagens principais entram na faculdade e a série passa a ser ambientada em Boston. Entra em cena Audrey Liddell, colega de quarto de Joey. As duas logo se tornam amigas e Audrey tem um relacionamento com Pacey.

Dawson, Joey e Pacey vivem em um eterno triângulo amoroso. Joey e Dawson namoram na segunda temporada, mas ele trai a confiança de Joey quando entrega o pai da garota para as autoridades e eles terminam de vez. A amizade entre Joey e Pacey, que nunca foram lá muito com a cara um do outro, começa a florescer na terceira temporada e acaba se transformando em algo mais. Quando Dawson descobre o envolvimento dos dois, fica furioso com os amigos e isso destrói a amizade entre ele e Pacey por muito tempo. Apesar dos dois voltarem as boas eles nunca foram os mesmos. É com Pacey que Joey perde a virgindade e é com ele que ela tem o seu “felizes para sempre”.

Personagens secundários:

Gail e Mitch Leery são os pais de Dawson. Gail tem um caso com um colega de trabalho e isso destrói o casamento dela com Mitch. Os dois voltam às boas na terceira temporada e ela descobre que está grávida depois de 16 anos do seu único filho. No início da quinta temporada, Mitch morre em um acidente de carro, deixando a mulher com uma filhinha pra criar.

Os pais de Jen mandaram a menina para Capeside para viver com sua avó, Evelyn Ryan, conhecida por Grams. Apesar das inúmeras diferenças entre ela e sua neta, principalmente religiosas, as duas se tornam grandes amigas e Grams a avó que todos gostariam de ter.

Bessie Potter é a irmã mais velha de Joey, que toma conta da menina desde que a mãe delas morreu de câncer e seu pai foi preso por tráfico de drogas.

Doug Witter é o irmão mais velho de Pacey. Pacey sempre provocava o irmão, dizendo que ele era gay, o que acaba por ser verdade no final da série e Doug finalmente se aceita como homossexual.

Abby Morgan é a garota mais odiada da escola, que não cansa de provocar todos, trazendo a tona o que cada um tem de pior. Ela morre um trágico acidente na segunda temporada, e sua morte tem um grande impacto na vida de Jen, que era a pessoa mais próxima da garota.

Abertura:

I Don’t Want to Wait, composta e interpretada por Paula Cole é o tema de abertura de Dawson’s Creek. Lembro que eu acordava instantaneamente quando ouvia essa música nas manhãs de sábado da Globo. Na versão em dvd, a música da abertura da terceira até a sexta temporada é Run Like Mad, interpretada por Jann Arden, pessoalmente, minha favorita.

Curiosidades:

Apesar de Dawson Leery ser o personagem título, quem acaba por se tornar a personagem central da trama é Joey Potter e muitos fãs se referem a série como Joey’s Creek. Ela foi a única a aparecer em todos os 128 episódios.

Muita gente começou a ganhar notoriedade depois de aparecer em Dawson’s Creek. Jensen Ackles, o Dean de Supernatural, participou de 12 episódios, interpretanto C.J, namorado de Jen. Jennifer Morrison, que hoje faz a Dra. Cameron em House, foi uma namorada de Pacey. Chad Michael Murray, Hilarie Burton, e Lee Norris, todos de One Tree Hill, também participaram da série.

Joshua Jackson, intérprete de Pacey, levou pra cada três Teen Choice Awards consecutivos, em 1999, 2000 e 2001.

O bar Hell’s Kitchen, que aparece nas últimas temporadas, era uma loja de comida natural que os produtores compraram e transformaram em bar para a série. Ao final da produção, foi vendido e transformado em bar e restaurante de verdade, mantendo a muitas peças da decoração utilizada na série.

Dawson’s Creek foi filmada em Wilmington, na Carolina do Norte – mesmo lugar onde One Tree Hill é filmada.

O beijo de Jack e Ethan, na terceira temporada, foi o primeiro beijo gay exibido em uma rede de televisão nos Estados Unidos.

No final da série, Dawson Leery, movido pela sua paixão pelo cinema, consegue transformar a sua vida em uma série de tv – mesma coisa que aconteceu com Kevin Williamson, o criador da série.

Hand In My Pocket, música da canadense Alanis Morissette, foi usada como tema na abertura original da série, que acabou indo ao ar anos depois como um vídeo feito por Dawson.

Deixe seu comentário

58 comentários, seja o próximo.

  1. Flavio disse:

    sem duvidas é uma das melhore séries de drama adolecente ou se não a melhor até o momento, porém o final me deixou triste. Eu realmente esperava que joey e dawson terminacem juntos, pois foram criados juntos, tinham um lance de inocencia nos dois e logo na primeira temporada joey revelou que era apaixonada por ele e o fato de um compreeder o outro em tudo o final ja tava escrito, mas não foi isso que aconteceu, uma pena na minha visão. Pacey na minha visão deveria terminar com Andie, pois foi ela quem mudará a vida dele nas proximas temporadas, ela foi a primeira a acreditar nele mas não aconteceu. Tirando tudo isso é uma serie fantastica, muito bem escrita, com belos textos, comedia, romance, drama, teve de tudo. Salve Dawson’s Creek…

    22 de dezembro de 2012 às 10:07
  2. Andrea disse:

    Simplesmente,sou apaixonada por DC, tenho todas as temporadas e acho que ja sei ate as falas de cor de tanto assistir . Só fiquei um pouco chateada com o final ,queria que a Joey ficasse com o Dawson. Adorei seu site.Podiam fazer um filme ou uma 7 temporada ia ser demaiss…….

    20 de abril de 2013 às 01:13
  3. Peter disse:

    Será que só eu acho que ela deveria ficar com o Dawson? Apesar de ele ser mais morno como comportamento, ele sempre foi constante com a Joey. Ele era o tipo de amor que supria, não só de atenção aparente, mas nos pequenos detalhes. Ele não sugava a Joey. O Pacey usava um pouco da atenção da Joey para curar a sua carência. Ele tinha o complexo de heroi. O Dawson era mais romântico, mas idealista. Eu sou um homem e acho que o Dawson não era morno. Ele era um cara que gostava de revelar um amor mais embasado e sem aquele fogo de palha todo. Na minha opinião, a Joey castrou os dois emocionalmente, tanto o Pacey como o Dawson.

    17 de julho de 2013 às 03:51
  4. Luana Sophia disse:

    Uma serie para debiloide: Tipica série para não ser comparada com a realidade Sinceramente, alguém ai falou sobre ficção e realidade, que na ficção é diferente. Tem certa verdade, é claro, mas, não esqueçamos que só tem sentido qualquer drama ficcional se assemelhar com a realidade, pelo menos no desdobramento psicológicos. É ai que a serie é um fiasco. Assisti de ponta a ponta, sem o intervalos semanais, e é assim que se percebe a tremenda incoerência dos personagens.

    Nós adolescentes não podemos ser tão idiotas a ponto de engolir tanta mediocridade intelectual.

    Essa é a prova da importância de um bom roteirista, coisa rara.

    3 de julho de 2015 às 14:39
  5. Sheyla Souza disse:

    Boa noite, gostaria de saber se alguém poderia me informar o nome da musica que toca na 3ª temporada no 18 Episodio em que Joey conta a Jen que Pacey a beijou… agradeço desde ja

    12 de agosto de 2015 às 22:08

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>