Dawson’s Creek: de volta a série de Joey Potter

Por: em 8 de fevereiro de 2010
Séries deste post: Dawson's Creek Era uma Vez

Dawson’s Creek foi a série da minha adolescência. Vi Dawson, Pacey, Joey e Jen crescerem junto comigo. Eu sempre gostei da série, mas era só mais uma pra mim. Alguns anos depois, vendo as reprises na Sony, foi que eu percebi o quão fantástica ela era. No final do ano passado tive tempo de rever todos os episódios de uma vez e pude ter mais certeza de que é um dos melhores dramas adolescentes já feitos. Os personagens são absolutamente reais e tudo o que eles passam já aconteceu com você ou com um amigo seu. E isso é o que eu mais gosto, nada é caricato, nada é inverossímil. Ok, talvez os diálogos sejam um pouco além do nível de vocabulário de um jovem normal, mas na minha opinião, isso só enriquece a série. Posso dizer que Dawson’s Creek continua muito atual. Claro que tem muita coisa que os jovens fazem hoje que há dez anos atrás eles não fariam, mas a insegurança, o sentimento de inadequação, isso não muda nunca. É uma história sobre o primeiro amor; aquele amor doloroso que você acha que vai ter devorar de dentro pra fora. É sobre escolhas que mudam a sua vida, família e principallmente sobre o real significado da palavra amizade.

Ambientada na cidade fictícia de Capeside, Massachusetts, Dawson’s Creek foi um dos maiores sucessos de crítica e público do final da década de 90 e durou por 6 temporadas, com um total de 128 episódios. Criada por Kevin Williamson, a série é baseada na adolescência do mesmo, que era obcecado por filmes teve um romance com a melhor amiga.

A trama é focada em quatro jovens lidando com a época mais mal-compreendida da vida: a adolescência. Dawson’s Creek é um retrato fiel desse período inevitável: dramas familiares, romances, problemas na escola, amizades, sexualidade, medos, dúvidas e ansiedades; tudo estava lá. Uma das características mais marcantes da série é o diálogo inteligente e sempre afiado.

Personagens Principais

No primeiro episódio, conhecemos Joey Potter (Katie Holmes) e Dawson Leery (James Van Der Beek), amigos de infância, discutindo sobre os hormônios adolescentes. Joey é uma garota introspectiva, que perdeu a mãe para o câncer e o pai para o sistema carcerário. Ela é bem estudiosa e sonha em entrar em uma boa faculdade. Dawson é um nerd maníaco por cinema e Steven Spielberg, que acredita no amor verdadeiro e sonha em encontrar a garota certa. Joey nutre desde sempre uma paixão por Dawson e a série começa com ela dizendo que eles já não podem mais dormir juntos como crianças. É aí que ele começa a perceber que ela não é mais uma menininha e que aquela amizade inocente pode se tornar algo mais. Mas aí entra em cena Jen Lindley (Michelle Williams), a nova vizinha do garoto, que o encanta com a experiência de uma menina da cidade grande. Jen vem de New York e lá ela se envolveu com drogas, álcool e cultiva problemas com os pais. Em Capeside, ela promete mudar e se torna a garota cobiçada da escola. Ao lado dos três, tem também Pacey Witter (Joshua Jackson), o melhor amigo de Dawson, odiado por Joey, que viria a ser o personagem mais carismático e querido de toda a série; além de claro, se envolver romanticamente com a mocinha. Ele é o típico bad boy que não se importa muito com a escola e nem pensa no futuro. Ele não tem um bom relacionamento com sua família e enfrenta tudo e todos para defender quem ele ama.

Na segunda temporada somos apresentado a Andie e Jack McPhee, irmãos que viriam a se tornar personagens regulares. Andie é uma garota super estudiosa, o oposto de Pacey. Rapidamente os dois engataram um romance, formando um dos casais mais queridos das séries e pessoalmente, um dos meus favoritos de todos os tempos. Andie nunca superou a morte do seu irmão mais velho, o que acarretou problemas psicológicos à garota. Ela rouba a cena na série e eventualmente, depois de curada da depressão, deixa Capeside. Andie volta no final da quarta temporada, para se formar no Ensino Médio junto com sua turma e também faz uma participação especial no series finale. Jack é o irmão de Andie, que inicialmente tem um relacionamento com Joey. Jack descobre que é gay e vemos ele lidar com o preconceito do pai e de algumas pessoas da escola, apesar de encontrar apoio nos seus amigos. Jack e Jen se tornam melhores amigos e quando eles partem para a faculdade, moram juntos.

Na quinta temporada os personagens principais entram na faculdade e a série passa a ser ambientada em Boston. Entra em cena Audrey Liddell, colega de quarto de Joey. As duas logo se tornam amigas e Audrey tem um relacionamento com Pacey.

Dawson, Joey e Pacey vivem em um eterno triângulo amoroso. Joey e Dawson namoram na segunda temporada, mas ele trai a confiança dela quando entrega o pai da garota para as autoridades e eles terminam de vez. A amizade entre Joey e Pacey, que nunca foram lá muito com a cara um do outro, começa a florescer na terceira temporada e acaba evoluindo para uma grande paixão. Quando Dawson descobre o envolvimento dos dois, fica furioso com os amigos e isso destrói a amizade entre ele e Pacey por muito tempo. Apesar dos dois voltarem as boas, eles nunca foram os mesmos. É com Pacey que Joey perde a virgindade e é com ele que ela tem o seu “felizes para sempre”.

Personagens secundários

Gail (Mary-Margaret Humes) e Mitch Leery (John Wesley Shipp) são os pais de Dawson. Gail tem um caso com um colega de trabalho e isso destrói o casamento dela com Mitch. Os dois voltam às boas na terceira temporada e ela descobre que está grávida depois de 16 anos do seu único filho. No início da quinta temporada, Mitch morre em um acidente de carro, deixando a mulher com uma filhinha pra criar.

Os pais de Jen mandaram a menina para Capeside para viver com sua avó, Evelyn Ryan (Mary Beth Peil), conhecida por Grams. Apesar das inúmeras diferenças entre ela e sua neta, principalmente religiosas, as duas se tornam grandes amigas e Grams a avó que todos gostariam de ter.

Bessie Potter (Nina Repeta) é a irmã mais velha de Joey, que toma conta da menina desde que a mãe delas morreu de câncer e o pai foi preso por tráfico de drogas.

Doug Witter (Dylan Neal) é o irmão mais velho de Pacey. Pacey sempre provocava o irmão, dizendo que ele era gay, o que acaba por ser verdade no final da série e Doug finalmente se aceita como homossexual.

Outros Personagens

Abby Morgan (Monica Keena) é a garota mais odiada da escola, que não cansa de provocar todos, trazendo a tona o que cada um tem de pior. Ela morre um trágico acidente na segunda temporada, e sua morte tem um grande impacto na vida de Jen.

Tamara Jacobs (Leann Hunley) é uma professora com quem Pacey se envolve na primeira temporada.

Henry Parker (Michael Pitt) foi um calouro que perseguiu Jen até ela ceder aos seus encantos. Eles namoraram por um tempo durante a terceira temporada, mas ele foi embora de Capeside e terminou com Jen através de Jack, o que fortaleceu a amizade dos dois.

Gretchen Witter (Sasha Alexander), irmã mais velha de Pacey, aparece na quarta temporada e os dois moram juntos. Ela tem um breve relacionamento com Dawson.

Drue Valentine (Mark Matkevich) era um bad boy da quarta temporada, amigo de Jen dos tempos de New York. Ele teve também um interesse em Joey e sempre aparecia para infernizar a vida das meninas.

Arthur Brooks (Harve Presnell) era um diretor de cinema ranzinza que já no fim da vida, encontrou o amor nos braços de Grams. Ficou muito amigo de Dawson e foi com um documentário sobre a vida do diretor que Dawson ganhou seu primeiro prêmio.

David Wilder (Ken Marino) foi um professor da faculdade que teve um breve envolvimento com Joey, mas percebeu logo que não podia arriscar sua carreira tendo um caso com uma aluna.

Eddie Dooling (Oliver Hudson) era um bartender com o qual Joey namorou por algum tempo. Era um escritor muito talentoso e Joey o ajudou a ganhar uma bolsa de estudos. Eles terminaram por que não viam futuro na relação.

Casais

Dawson & Jen – quando Dawson vê Jen descendo do táxi logo que ela chega em Capeside, é atração a primeira vista. Os dois começam a namorar mas terminam por causa do ex namorado de Jen que aparece para reconquistá-la. Jen arrepende-se depois mas aí já era tarde demais, pois Dawson estava com Joey. Os dois ficam algumas vezes durante a série e permanecem amigos. Eles voltam a namorar na quinta temporada, quando Dawson perde sua virgindade com ela mas o relacionamento não dura muito.

Dawson & Joey – amigos de longa data que se apaixonam. Em teoria, eles são o casal perfeito, mas na prática eles nunca funcionaram. Joey foi apaixonada por Dawson a vida inteira e quando ela anuncia que vai passar as férias em Paris no season finale da primeira temporada, Dawson a beija e ela logo esquece da viagem. Joey fica em Capeside e os dois começam a namorar, mas terminam depois de algum tempo por que Joey acha que perdeu sua identidade no relacionamento. Os dois voltam no final da segunda temporada, mas acabam quando Dawson entrega o pai de Joey pra polícia. Eles finalmente dormem juntos na sexta temporada, mas a coisa não engrena porque Joey descobre que Dawson tinha uma namorada. Apesar de muita gente gostar dos dois juntos, a maioria dos fãs de Dawson’s Creek que eu conheço esqueceram completamente deles assim que Pacey entrou em cena.

Pacey & Andie – ele é o bad boy que não quer nada com a escola e ela é a aluna brilhante que não sabe o que é uma nota baixa. Incompatíveis na teoria mas perfeitos um pro outro na prática, eles se envolvem quando ela começa a ajudar Pacey com os estudos e se apaixonam completamente. É durante esse relacionamento que nós aprendemos a amar Pacey, o mais nobre dos personagens. Quando Andie começa a sofrer com a depressão, ele está sempre ao lado dela e quando ela é internada em uma clínica psiquiátrica para lidar com seus problemas, ele fica esperando por ela. Os dois terminam de vez quando ela volta da internação na terceira temporada e conta a ele que o traiu. Pacey diz que a perdoa mas que eles não podem mais ficar juntos. Apesar de ser fã de Pacey e Joey, sempre vou achar que Andie era a garota certa pra Pacey. Os dois se completavam de uma forma incrível e quando ela volta no episódio final bate uma vontade louca de vê-los juntos. Sempre achei que eles fossem almas gêmeas e nunca vou me conformar com tudo que aconteceu com a Andie e que fez ela deixar Capeside.

Pacey & Joey – são amigos de Dawson desde criança mas nunca se gostaram muito. Na primeira temporada, Pacey beija Joey e convida ela pra sair mas ela nega por que não gostava dele;  ele desiste por saber que apesar de Dawson estar com Jen, ele gosta mesmo de Joey. Quando Dawson e Joey se separam, ele pede a Pacey para que cuide da ex e isso faz com que os dois se aproximem bastante. A amizade vai tomando forma de romance durante a terceira temporada e Pacey logo percebe que está apaixonado pela garota. Eles namoram desde o final da terceira temporada e até os últimos episódios da quarta, mas acabam por que Pacey acha que Joey tinha um futuro brilhante e ele estava ficando pra trás. Na última temporada, os dois voltam por dois episódios mas Joey o deixa pra ficar com Eddie. No final da série, Jen pede a Joey como seu útlimo desejo antes de morrer que ela escolha entre Pacey e Dawson e ela sabiamente escolhe Pacey.

Abertura

I Don’t Want to Wait, composta e interpretada por Paula Cole é o tema de abertura de Dawson’s Creek. Lembro que eu acordava instantaneamente quando ouvia essa música nas manhãs de sábado da Globo. Na versão em DVD, a música da abertura da terceira até a sexta temporada é Run Like Mad, interpretada por Jann Arden, pessoalmente, minha abertura favorita e essa do vídeo.

Trilha Sonora

Dawson’s Creek não peca na hora da trilha sonora. Foram 163 músicas que embalaram a vida dos adolescentes da série, com uma levada mais pop/rock alternativo e com muitos vocais femininos, que segundo o diretor, acompanhavam melhor a sensibilidade e emoções dos personagens. Dois CDs reunindo os maiores sucessos foram laçados, contendo alguns artistas de nome pouco conhecidos na época. Pra mim, as músicas mais marcantes são Kiss Me (Sixpence None The Richer), Feels Like Home (Chantal Kreviazuk), Change Your Mind (Sister Hazel) Crazy for this Girl (Evan And Jaron), Anything But Down (Sheryl Crow), It’s Not Easy (Five For Fighting), No One’s Listening (Goo Goo Dolls), I Will Remember You (Sarah McLachlan), Fields of Gold (Eva Cassidy) e claro, Daydream Believer (Mary Beth Maziarz).

Há um tempo atrás, foi disponibilizado no site oficial da série a lista de todas as músicas, onde você podia escolher as suas preferidas, com capa e tudo mais e receber seu cd personalizado em casa. Infelizmente essa página agora tá fora do ar. Aliás, o site oficial tem várias páginas que não funcionam mas ainda tem muita coisa legal, como o blog do Pacey. Vale a pena conferir!

Momentos Marcantes

1×07 – Detention

Dawson, Joey, Jen, Pacey e Abby Morgan ficam juntos na escola durante um Sábado para cumprirem detenção. Eu amo esse episódio por que ele homenageia o clássico “Clube dos Cinco” e conhecemos mais de cada personagem. Durante um desafio de um jogo da verdade, Joey e Dawson se beijam pela primeira vez. É também aqui que ela quase confessa seu amor por Dawson.

2×21 – Ch… Ch… Ch… Changes

O pai de Andie a leva para uma clínica onde ela vai ser internada para tratar dos problemas que ela vinha tendo. Esse episódio é cheio de momentos de fofura entre Pacey e Andie e a despedida dos dois é uma das minhas cenas preferidas da série.

3×17 – Cinderella Story

O “primeiro” beijo de Pacey e Joey. Na verdade, é o segundo beijo deles; muita gente esquece que na primeira temporada, no episódio Double Date, os dois estava fazendo um projeto de biologia juntos e Pacey se interessou momentaneamente por Joey e a beijou mas ela deu um fora nele. Aqui Pacey a beija já completamente apaixonado, e é quando ela começa a perceber que também gosta dele. Amo essa cena e amo a reação tardia que ela tem ao beijo.

3×19 – Stolen Kisses

Durante um passeio na casa de Gwen, tia de Dawson, o clima entre Pacey e Joey culmina em um beijo apaixonado dos dois. Dessa vez, Joey é quem toma a iniciativa, quando ela percebe seus sentimentos em relação ao garoto.

3×20 – The Longest Day

Um dos meus episódios preferidos da série é contado pela perspectiva de vários personagens. Joey e Pacey procuram um jeito de contar a Dawson sobre o relacionamento deles e quando eles finalmente encontram coragem, Dawson já tinha ficado sabendo e ele reage exatamente do jeito que os dois temiam. Mesmo quem não era muito fã de Dawson, como eu, deve admitir que o jeito como ele descobriu tudo não foi nada legal e que ele tem muitos motivos para ficar com raiva dos amigos. É um dos momentos mais marcantes da série.

4×03 – The Two Gentlemen of Capeside

Pacey decide sair com seu barco para comemorar suas boas notas e como Joey não podia ir com ele, ele leva Jen. Andie estava fazendo uma entrevista pra faculdade com a mãe de Drue mas ela nega a vaga pra menina devido ao seu histórico psicológico. Jen e Pacey ficam preso em uma tempestade e eles acham que vão morrer, então confessam seus maiores arrependimentos. Jen se arrepende de nunca ter se apaixonado e Pacey de ter perdido sua amizade com Dawson. Em Capeside, Andie toma controle da situação e organiza o resgate dos dois. Quem resgata Pacey? Claro que Dawson. Pacey então tem a chance de se desculpar e esse é um dos meus momentos favoritos dos dois. Também adoro a confiança que Andie demonstra ter em si mesma.

4×14 – A Winter’s Tale

Enquanto todos da escola viajam para esquiar, Dawson fica em Capeside para cuidar de Mr. Brooks e tem que decidir desligar ou não os aparelhos que o mantinham vivo. Longe dali, Joey e Pacey tem sua primeira noite de amor, provando de uma vez que o casal principal da série, em termos de romance, é Pacey e Joey.

4×22 – Coda

O final da quarta temporada marca o fim de Dawson’s Creek como conhecíamos. Todos estão dando adeus a Capeside, pois vão entrar na faculdade. Dawson vai pra Califórnia. Joey, Jen, Jack e Grams vão para Boston. É um episódio lindo, nenhum drama insuperável acontecendo, todos felizes. Poderia ter sido um series finale. Mesmo que eu não seja fã de Dawson e Joey como casal, gosto da amizade dos dois e foi um momento bonito deles. Eles se despedem com um beijo na janela de Dawson, como no final da primeira temporada.

5×4 – The Long Goodbye

É um dos episódios mais tristes da série. Aqui vemos todos lidando com a morte de Mitch Leery, pai do Dawson, que faleceu em um acidente de carro. Dawson se culpa pela morte do pai e tenta ser forte pela mãe. Ele luta pra esconder o que ele está sentindo. Joey, que já passou por tudo isso quando perdeu a mãe, tenta ficar ao lado dele mas tudo que ele mais quer é ficar sozinho. Pacey é quem faz Dawson entender que não pode se culpar por uma fatalidade, leva ele ao local do acidente e mostra que ele não tem culpa. Todos os flashbacks de Mitch nesse episódios são bem emocionantes e no final, quando Dawson finalmente chora, não tem como não desabar junto com ele.

6×15 – Castaways

Quem, quando criança, nunca sonhou em ficar preso a noite inteira em uma loja gigante de departamentos? É isso que acontece com Pacey e Joey, nos proporcionando um dos melhores episódios da série. Os diálogos entre os dois são maravilhosos. Eles discutem sobre tudo, principalmente sobre seu relacionamento. É aqui que Pacey diz que a vontade de beijar Joey é constante; é como um barulho que sempre está lá e você se acostuma com ele. O Pacey corporativo desaparece e podemos ver a cara sem pêlos do velho Pacey de volta. A cena que Joey faz a barba dele é uma das minhas preferidas. O roteiro desse episódio é simplesmente fantástico! Somente Joey e Pacey pra conseguir segurar um episódio inteiro sem ajuda de nenhum outro personagem.

6×23 – 6×24 – All Good Things… Must Come to an End

O series finale de Dawsons Creek é um dos meus finais de série preferidos. O episódio se passa cinco anos no futuro, no ano de 2008. Dawson conseguiu realizar seu sonho e transformou sua vida em uma série de tv. Jen mora em New York com Grams, gerencia uma galeria de artes e tem uma filhinha. Jack é professor em capeside. Pacey é o dono do Ice House e Joey uma editora de livros de sucesso. Eles voltam a capeside para o casamento da mãe de Dawson, Gale. Adoro a cena em que eles se encontram no Ice House e começam a lembrar do passado. Durante a recepção do casamento, Jen desmaia e no hospital, descobrimos que ela está em fase terminal. Como último desejo, ela pede a Joey que finalmente escolha entre Dawson e Pacey. Ela também pede a Jack que cuide da filha dela. Com a ajuda de Dawson, ela grava um vídeo para a menina ver no futuro. Jen morre ao lado de Grams, em uma das cenas mais emocionantes que eu já vi. Eu chorei durante o episódio inteiro. Os preparativos pra morte de Jen, todos reunidos do lado dela… é triste demais. Lindo e triste. No final, a gente vê que Joey escolheu Pacey e a série termina mostrando uma foto na mesa de Dawson em que ele está ao lado de Pacey e Joey, o triângulo que deu início a tudo.


Curiosidades

  • Apesar de Dawson Leery ser o personagem título, quem acaba por se tornar a personagem central da trama é Joey Potter e muitos fãs se referem a série como Joey’s Creek. Ela foi a única a aparecer em todos os 128 episódios.
  • Muita gente começou a ganhar notoriedade depois de aparecer em Dawson’s Creek. Jensen Ackles, o Dean de Supernatural, participou de 12 episódios, interpretanto C.J, namorado de Jen. Jennifer Morrison, que hoje faz a Dra. Cameron em House, foi uma namorada de Pacey. Chad Michael Murray, Hilarie Burton, e Lee Norris, todos de One Tree Hill, também participaram da série. Até Sue Sylvester (Jane Lynch) de Glee já passou por lá!
  • Joshua Jackson, intérprete de Pacey, levou pra cada três Teen Choice Awards consecutivos, em 1999, 2000 e 2001.
  • O bar Hell’s Kitchen, que aparece nas últimas temporadas, era uma loja de comida natural que os produtores compraram e transformaram em bar para a série. Ao final da produção, foi vendido e transformado em bar e restaurante de verdade, mantendo muitas peças da decoração utilizada na série.
  • Dawson’s Creek foi filmada em Wilmington, na Carolina do Norte – mesmo lugar onde One Tree Hill é filmada.
  • O beijo de Jack e Ethan, na terceira temporada, foi o primeiro beijo gay exibido em uma rede de televisão nos Estados Unidos.
  • Não se sabe quem é mais velho, se é Andie ou Jack, já que os dois são colegas de sala. Especula-se que eles são gêmeos fraternos.
  • No final da série, Dawson Leery, movido pela sua paixão pelo cinema, consegue transformar a sua vida em uma série de tv – mesma coisa que aconteceu com Kevin Williamson, o criador da série.
  • Hand In My Pocket, música da canadense Alanis Morissette, foi usada como tema na abertura original da série, mas não pode ir ao ar porque não foi licenciada na época. A abertura original acabou indo ao ar anos depois como um vídeo feito por Dawson.
  • Kerr Smith e Joshua Jackson foram os únicos atores da série que dirigiram episódios durante a sexta temporada.
  • No episódio final, durante a cena em que Pacey e Joey estão em casa vendo The Creek, as lágrimas de Pacey foram reais. Foi a última cena que Joshua Jackson gravou na série e ele se emocionou.
  • É uma das três séries da WB que receberam permissão para usar a palavra “merda” em cena. As outras são Everwood e One Tree Hill.
  • A maioria das músicas que tocam no series finale são músicas que deveriam ter aparecido no piloto, mas a licença era muito cara.
  • Todos os episódios da primeira temporada começam no quarto de Dawson.

Por Onde Andam

Katie Holmes participou de alguns filmes de sucesso, como Batman Begins e Por Um Fio, mas foi mesmo o seu casamento com Tom Cruise que fez com que ela fosse a atriz da série a obter mais destaque na mídia. Katie também é responsável por trazer ao mundo Suri Cruise, uma das celebrity kids mais fofas que existem!

Joshua Jackson não teve uma carreira de sucesso no cinema, mas em 2008 conseguiu o papel principal em Fringe, série do mesmo criador de Alias e Lost. Namora a atriz Diane Kruger.

Michelle Williams foi a única a ter conseguido destaque por sua carreira cinematográfica. É uma atriz muito elogiada pela crítica, trabalhando muitas vezes em produções independentes. Foi indicada a um Oscar pelo filme Brokeback Mountain. Tem uma filha de 4 anos com o saudoso Heath Ledger.

James Van Der Beek, ironicamente, é o ator que menos recebeu destaque na mídia. Fez filmes pequenos, sem muito sucesso e participações em algumas séries, como How I Met Your Mother e One Tree Hill. Atualmente está escalado para o mais recente drama médico da NBC, Mercy, onde ele vai interpretar um médico durante oito ou dez episódios.

Kerr Smith participou de alguns filmes de terror adolescente e de séries como Justice e Eli Stone. Hoje pode ser visto na mais nova aposta da CW, Life Unexpected.

Meredith Monroe, apesar de ser uma atriz muito talentosa, não fez carreira no cinema, mas participou de inúmeras séries, como House, Bones, Private Practice, Criminal Minds e Californication.

Busy Philipps fez filmes pequenos e participou de várias séries, como ER, Love Inc e The Sarah Connor Chronicles. Hoje ela participa de Cougar Town. Curiosidade: é madrinha de Matilda Ledger, a filha da Michelle Williams.

Ambientada na cidade fictícia de Capeside, Massachusetts, Dawson’s Creek foi um dos maiores sucessos de crítica e público do final da década de 90 e durou por 6 temporadas, com um total de 128 episódios. Criada por Kevin Williamson, a série é baseada na adolescência do mesmo, que era obcecado por filmes e pela vizinha.

A trama é focada em quatro jovens vivendo a época mais mal-compreendida da vida: a adolescência. A série é um retrato fiel desse período inevitável: dramas familiares, romances, problemas na escola, amizades, sexualidade, medos, dúvidas e ansiedades; tudo estava lá. Uma das características mais marcantes da série é o diálogo inteligente e sempre afiado, às vezes até demais.

Personagens Principais

No primeiro episódio, conhecemos Joey Potter e Dawson Leery, amigos de infância, discutindo sobre os hormônios adolescentes. Joey nutre desde sempre uma paixão por Dawson e diz a ele que já não podem mais dormir juntos como crianças. É aí que Dawson começa a perceber que Joey não é mais uma menininha e que aquela amizade inocente pode se tornar algo mais. Mas aí entra em cena Jen Lindley, a nova vizinha do garoto, que o encanta com a experiência da cidade grande. Jen vem de New York e se torna a garota cobiçada da escola. Ao lado dos três, tem também Pacey Witter, o melhor amigo de Dawson, odiado por Joey, que viria a ser o personagem mais carismático e querido de toda a série e claro, se envolver romanticamente com a mocinha.

Na segunda temporada somos apresentado a Andie e Jack McPhee, irmãos que viriam a se tornar personagens regulares na terceira temporada. Andie era uma garota super estudiosa, o oposto de Pacey. Rapidamente os dois engataram um romance, formando um dos casais mais fofos das séries. Andie nunca realmente superou a morte do seu irmão mais velho, o que acarretou problemas psicológicos a garota. Ela rouba a cena na terceira temporada e eventualmente, depois de curada da depressão, ela deixa Capeside. Andie volta no final da quarta temporada, para se formar no Ensino Médio junto com sua turma e também faz uma participação especial no series finale. Jack era o irmão de Andie, que inicialmente tem um relacionamento com Joey. Jack descobre que é gay e vemos ele lidar com o preconceito do pai e de algumas pessoas da escola, apesar de encontrar apoio nos seus amigos. Jack e Jen se tornam melhores amigos e quando eles partem para a faculdade, moram juntos.

Na quinta temporada os personagens principais entram na faculdade e a série passa a ser ambientada em Boston. Entra em cena Audrey Liddell, colega de quarto de Joey. As duas logo se tornam amigas e Audrey tem um relacionamento com Pacey.

Dawson, Joey e Pacey vivem em um eterno triângulo amoroso. Joey e Dawson namoram na segunda temporada, mas ele trai a confiança de Joey quando entrega o pai da garota para as autoridades e eles terminam de vez. A amizade entre Joey e Pacey, que nunca foram lá muito com a cara um do outro, começa a florescer na terceira temporada e acaba se transformando em algo mais. Quando Dawson descobre o envolvimento dos dois, fica furioso com os amigos e isso destrói a amizade entre ele e Pacey por muito tempo. Apesar dos dois voltarem as boas eles nunca foram os mesmos. É com Pacey que Joey perde a virgindade e é com ele que ela tem o seu “felizes para sempre”.

Personagens secundários:

Gail e Mitch Leery são os pais de Dawson. Gail tem um caso com um colega de trabalho e isso destrói o casamento dela com Mitch. Os dois voltam às boas na terceira temporada e ela descobre que está grávida depois de 16 anos do seu único filho. No início da quinta temporada, Mitch morre em um acidente de carro, deixando a mulher com uma filhinha pra criar.

Os pais de Jen mandaram a menina para Capeside para viver com sua avó, Evelyn Ryan, conhecida por Grams. Apesar das inúmeras diferenças entre ela e sua neta, principalmente religiosas, as duas se tornam grandes amigas e Grams a avó que todos gostariam de ter.

Bessie Potter é a irmã mais velha de Joey, que toma conta da menina desde que a mãe delas morreu de câncer e seu pai foi preso por tráfico de drogas.

Doug Witter é o irmão mais velho de Pacey. Pacey sempre provocava o irmão, dizendo que ele era gay, o que acaba por ser verdade no final da série e Doug finalmente se aceita como homossexual.

Abby Morgan é a garota mais odiada da escola, que não cansa de provocar todos, trazendo a tona o que cada um tem de pior. Ela morre um trágico acidente na segunda temporada, e sua morte tem um grande impacto na vida de Jen, que era a pessoa mais próxima da garota.

Abertura:

I Don’t Want to Wait, composta e interpretada por Paula Cole é o tema de abertura de Dawson’s Creek. Lembro que eu acordava instantaneamente quando ouvia essa música nas manhãs de sábado da Globo. Na versão em dvd, a música da abertura da terceira até a sexta temporada é Run Like Mad, interpretada por Jann Arden, pessoalmente, minha favorita.

Curiosidades:

Apesar de Dawson Leery ser o personagem título, quem acaba por se tornar a personagem central da trama é Joey Potter e muitos fãs se referem a série como Joey’s Creek. Ela foi a única a aparecer em todos os 128 episódios.

Muita gente começou a ganhar notoriedade depois de aparecer em Dawson’s Creek. Jensen Ackles, o Dean de Supernatural, participou de 12 episódios, interpretanto C.J, namorado de Jen. Jennifer Morrison, que hoje faz a Dra. Cameron em House, foi uma namorada de Pacey. Chad Michael Murray, Hilarie Burton, e Lee Norris, todos de One Tree Hill, também participaram da série.

Joshua Jackson, intérprete de Pacey, levou pra cada três Teen Choice Awards consecutivos, em 1999, 2000 e 2001.

O bar Hell’s Kitchen, que aparece nas últimas temporadas, era uma loja de comida natural que os produtores compraram e transformaram em bar para a série. Ao final da produção, foi vendido e transformado em bar e restaurante de verdade, mantendo a muitas peças da decoração utilizada na série.

Dawson’s Creek foi filmada em Wilmington, na Carolina do Norte – mesmo lugar onde One Tree Hill é filmada.

O beijo de Jack e Ethan, na terceira temporada, foi o primeiro beijo gay exibido em uma rede de televisão nos Estados Unidos.

No final da série, Dawson Leery, movido pela sua paixão pelo cinema, consegue transformar a sua vida em uma série de tv – mesma coisa que aconteceu com Kevin Williamson, o criador da série.

Hand In My Pocket, música da canadense Alanis Morissette, foi usada como tema na abertura original da série, que acabou indo ao ar anos depois como um vídeo feito por Dawson.

Deixe seu comentário

56 comentários, seja o próximo.

  1. Luana disse:

    Eu também adorava Dawsons Creek. Muito bom post.
    Joey e Pacey ficaram na história como um dos melhores casais de sempre.

    8 de fevereiro de 2010 às 15:12
    • Bruna disse:

      Obrigada!

      Com certeza eles entraram pra história!

      8 de fevereiro de 2010 às 21:50
      • emanuelle disse:

        é conserteza entraram!!!!!!!!!!

        18 de janeiro de 2012 às 14:08
      • Graziela disse:

        Essa série mexeu muito comigo, a Joey e Pacey é o casal mais lindo que já vi, eles dois juntos são perfeitos. Só não gostei do final, deveria mostrar tudo o que a Joey deveria falar para o Pacey e tudo que ele deveria ouvir e não foi dito, ele fez tudo por ela, cuidou dela desde o inicio e ela nunca retribuiu ele merecia mais, ela só fez magoar ele. Queria ver ela falando que escolhia ele, eles decidindo ir para Nova York, o que ele fez com relação ao restaurante Ice House. Enfim… pelo menos ela ficou com ele, mas o final deveria ser melhorado.

        27 de maio de 2013 às 23:32
    • Jussara disse:

      Nossa com cereteza vc tem toda a razão.

      25 de julho de 2012 às 15:49
  2. Cristal disse:

    Adorei entrar nesse túnel do tempo! Dawson’s Creek tinha mesmo um único dono: Joey Potter!

    Adorei rever os vídeos, particularmente o da despedida de Joey e Dawson e o reencontro de Joey e Pacey, em Castways. Só eles mesmo apareceram no episódio inteiro? Não lembro…

    Não sabia que a série tinha feito história mostrando o primeiro beijo gay, fantástico!

    James Van der Beek, sempre o ator mais sem sal da série, merece mesmo ser o que menos se destacou até agora.

    Que saudade de série teen com conteúdo! Dawson’s Creek as vezes exagerava um pouco… Mas a viagem, como um todo, foi sensacional! Joey e Pacey sempre estarão na minha lista de casais mais queridos!

    8 de fevereiro de 2010 às 15:23
    • Bruna disse:

      Sim, em Castaways só quem aparece do elenco regular são os dois. Aparecem uns figurantes na festa da empresa de Pacey e o guarda do K-Mart, só. ;)

      Não tem como falar em casais queridos e não lembrar dos dois. Amo!

      8 de fevereiro de 2010 às 21:52
  3. Wellington disse:

    Garota!
    Incrível post. Deu vontade de assistir tudo novamente.
    Parabéns!

    8 de fevereiro de 2010 às 17:31
  4. que post excelente!

    DC é minha série de drama preferida de todos os tempos! mto legal! :D

    8 de fevereiro de 2010 às 19:49
  5. Karen disse:

    Descobri Dawson’s Creek depois que a série já tinha sido cancelada, mas assistia todos os dias nas reprises do Sony – era a minha novelinha.

    Acho q nunca uma série me marcou tanto e Joey e Pacey são o meu casal preferido de todos os tempos!

    8 de fevereiro de 2010 às 20:08
  6. T. Horta disse:

    Ótimo post!

    Incrível reviver cada momento da série que marcou época e abriu caminho para outras de mesmo estilo.

    Parabéns pelo bom texto, foi como voltar ao passado literalmente!

    xD

    8 de fevereiro de 2010 às 20:22
  7. Parabéns pelo post! Conheço DC desde que passava na Globo pela primeira vez, mas só fui assistir por completa no começo do ano passado e realmente essa série é fantástica.

    O que mais gosto na série foi a batalha para ser alguém na vida, nenhum personagem recebeu de mão beijada ou aos 20 anos já possuía carreira e uma vida financeira invejada (vide OTH).

    Faltou nas curiosidades, que o criador Kevin Williamson deixou a série no final da 2ª temporada e voltou para escrever os dois últimos episódios que fechariam a série.

    E alguém sabe responder originalmente (televisão) porque o tema de abertura da primeira temporada foi trocada pela música da Paula Cole?

    bjus!

    8 de fevereiro de 2010 às 22:17
  8. Marina Morena disse:

    Review incrível!
    Minha série favorita para sempre :)
    E sou PJer com certeza kkkkkkkkkkk

    10 de fevereiro de 2010 às 00:26
  9. Simone Morena disse:

    Adoreii que vc assim como eu adora pacey e Andy.
    Para mim só perdem para Lucas e Brooke, que são meu casal preferido de todos os tempos.
    Passaram a frente até de Seth e Summer que foram meus preferidos drunate muito tempo.

    10 de fevereiro de 2010 às 20:20
  10. Nicole Chaves disse:

    Oi!

    Adorei o seu post, tanto que estou comentando… (Geralmente, não comento! hihi)

    Mas disse tudo sobre a série, adorei a curiosidade sobre o criador contar a própria história dele, não sabia dessa…

    Ah, só não concordei sobre o casal Andie e Pacey, eu achava eles legal, mas nada comparado a Pacey e Joey! =P

    Andir na verdade acabou sendo a vitima a sempre ser resgatada por Pacey, não tinham mais história para os dois, pelo menos na minha opinião… Só achei que deveriam ter criado uma outra história pra Andie, não tirá-la da série. ;D

    Parabéns pelo seu incrivel post! Joey’s Creek ctz! \o/

    10 de fevereiro de 2010 às 21:31
    • Em suposta entrevista de Kevin Williamson quando estava voltando para escrever os 2 últimos episódios da série, ele disse que muita coisa estava errada desde sua saída e uma delas seria o triangulo que seria formado não por Dawson, Joey e Pacey, mas sim por Dawson, Andie e Pacey, e criticou a saída da personagem no começo da 4ª Temporada.

      Bom, se é verdade, eu não sei, mas se não quer que seu show seja modificado, não saia da frente dele, ora bolas :D

      10 de fevereiro de 2010 às 22:45
      • Cristal disse:

        Dawson, Andy e Pacey? Que horror!
        Dawson, Andie e Pacey? Que horror!
        E Joey coitada, ia ficar com quem? O Jack?
        Mas uma coisa é certa, adorava a Andie e senti muito a sua saída. Por mim a Jen que teria ido embora… no primeiro episódio de preferência.

        E é estranho que, diante dessa informação, ele tenha feito Joey e Pacey terminarem juntos.

        E concordo em gênero, número e grau, se não quer que o show seja modificado não saia da frente dele! Isso também vale pra Dona Amy Sherman Palladino!

        10 de fevereiro de 2010 às 23:59
  11. Andresa disse:

    Simplismente a MELHORRRRRRRRRRRRRRRRR série de todos os tempos pra mim!!!!!!
    Nem consigo expressar o que sinto por essa série!!! Não me canso de assistir os episódios, tenho todos os boxes. Amo, Amo, Amo!! Meu maior vício.

    30 de setembro de 2010 às 19:40
  12. Rosana S.H. disse:

    Sou uma jovem senhora. Só agora tive acesso
    a todas as temporadas, apesar de ter assistido vários capítulos no decorrer dos anos. Sou apaixonada pela série. Tive uma grande decepção em ver que a Joey escolhe o Pecey, pois sempre achei que o seu par perfeito seria o Dawson. Achei o final meio sem pé, nem cabeça. Ao meu ver ficou uma interrogação (????), achei que poderia existir um filme, sei lá… Acho que viajei mais que o próprio diretor. Recomendo à todos, é apaixonante. Dawson Creek é uma série muito atual, a cidade de Capeside é maravilhosa, que luigar romantico, como o prórpio Dawson diz: a cidade é um cartão postal. Boa viagem a todos!!!!!

    12 de outubro de 2010 às 18:50
    • BIA disse:

      Concordo com vc Rosana. Confesso que fiquei meio decepcionada com os comentários que enaltecem tanto o casal formado por Joey e Pacey. Os protagonistas, para mim, sempre foram Dawson e Joey. Considero a 4ª temporada a pior de todas, justamente pela ênfase no novo casal. Pacey perde muito de suas características que o faziam encantador, mesmo sendo parte do “casal protagonista” desta temporada, não passou de um mero figurante dos dramas de Joey. Não me emocionou em nenhum dos episódios. Mas enfim, preferiria que Joey ficasse com Dawson no final de tudo. Para mim, sua escolha não teve sentido algum.

      12 de maio de 2013 às 12:48
  13. Jéssica disse:

    Olá. Você com certeza sente o mesmo amor por eles que eu.
    Eu axei seu site por que estava procurando o episodio que o Mitch morre, querendo saber qual numero.
    Acabei lendo a materia toda. Adorei.
    Eu tinha a coleção em DVD, mas se desgastou de tanto assistir .
    baixei td em pro meu pc, mas acabei perdendo meu HD numa mudança.
    To começando a baixar agora
    Mas queria ver esses episodio
    da morte do Mitch.
    Obrigada pela matéria maravilhosa.
    boa Noite

    16 de outubro de 2010 às 20:00
  14. Marcella disse:

    Sem duvida nenhuma vc disse coisas q provavelmente muitos sentimos… pra mim Dawson´s Creek fez parte da minha vida. Uma das minhas séries favoritas, junto com Roswell.

    5 de dezembro de 2010 às 20:08
  15. thais disse:

    Acho fantástico conseguir escrever de algo que em certa época nos marcou tanto,Dawson’s me marcou pelas musicas,as historias e pelos sentimentos que os personagens tentavam equilibrar em meios as mudanças, que na vida é algo que nos da medo.Acho que na parte de Momentos Marcantes faltou a despedida de Jen, o video que ela faz para que seja entregue para sua filha são conselhos que ela deixa para que sua filha não se sinta perdida na vida pela ausência da familia.

    30 de dezembro de 2010 às 19:43
  16. Tati disse:

    Dawson’s Creek foi a segunda série que eu comecei a acompanhar (a 1a foi Friends) e me marcou muito!

    Estou, inclusive, fazendo uma maratona e assistindo todos os episódios, já que só tinha visto quando passava na Sony. É uma pena que os adolescentes hoje em dia não tenham mais uma série como DC pra acompanhar!

    Pacey e Joey estão no meu Top 5 de casais mais queridos EVER! Lembro que fiquei perplexa quando a série terminou e mostra os dois juntos, muito emocionante!

    ps: adorei a lista com os momentos mais marcantes. Só tiraria Coda (odeio esse episódio, achei ridículo ela beijar o Dawson depois da temporada toda com o Pacey) e acrescentaria o diálogo que a Joey e o Pacey tiveram no series finale, o “you’re off the hook”.

    Enfim, amei ler sobre uma das minhas séries favoritas! :D

    2 de janeiro de 2011 às 21:15
  17. Eme Queiroz disse:

    Eu amo essa sérieee!!
    Uma das melhores, se não A Melhor, que eu já vii!!

    27 de março de 2011 às 21:33
  18. allex disse:

    Parabéns pelo post! Sou mega viciado, tenho todos boxes cds etc. Você Relatou muito bem a Série !! Viva ! Dawsons Creek

    28 de março de 2011 às 14:29
  19. Roger Rayner disse:

    Oiii….

    Nunca tinha visto DC… depois desse post baixei a série completa e estou assistindo… estou adorandoooooo….

    Só um detalhe… onde consigo a relação de musicas da trilha sonora???

    Uma mais maravilhosa que a outra…

    Obrigado por me introduzir a essa serie fantastica…

    7 de abril de 2011 às 23:32
  20. Roger Rayner disse:

    Só mais um comentário… ali nos “melhores momentos” ou “momentos mais marcantes” ver o Pacey no 2×12 conversando com o pai dele depois da competição de dardos no bar foi CHOCANTE… estou adorando o seriado… mais uma vez obrigado por me mostrar essa MARAVILHOSA série.

    11 de abril de 2011 às 16:54
  21. Thais Pereira disse:

    Eu também amava a Andie e o Pacey. Para mim, o casal mais lindo da série. Mas não o meu favorito. A Joey e o Pacey eram perfeitos juntos, eles tinham amor, paixão, bom humor, entre outras “coisas”.
    Acho que os produtores tentaram separá-los, mas foi impossível ignorar o apelo dos fãs.
    PS: Não acho que a Joey seja alma gêmea do Dawson. Além disso, o Dawson era um chato.

    17 de maio de 2011 às 19:51
    • Lu disse:

      Concordo,o Dawson era um chato!Mesmo,ele me dava e dá até hoje,dor de cabeça.E também não acho que a Joey seja alma gêmea dele.Amei o Pacey com a Andie,e gostei dele com a Joey…Queria ele pra mim,maravilhoso!=D

      8 de janeiro de 2012 às 02:30
  22. rodrigo disse:

    olha gente, o Pacey é muito carismático, tanto o personagen quanto o ator, ficou com o joey, ótimo, mas tirar os méritos do Dawson, é burrice, ele trazia o equilibrio p/ a trama, o que é essencial p/ toda essa discussão de quem fica com quem, até a sua chatisse tem uma importancia p/ a construção do personagem, a liberação dele p/ a joey ir viajar com o pacey no final da terceira temporada, seguida do seu choro, é muito dramatica e efcaz p/ torcer p/ “a” ou “b”, ele perdeu a joey ali, mas não pelas suas atitudes, mas porque o passáro(joey) ganhou uma liberdade inevitável!!!!!!!!!!!

    10 de julho de 2011 às 20:25
  23. Cecília disse:

    Acho que Jack é o mais velho. No episódio 21, da segunda temporada, o pai dele diz que não iria deixar ele sozinho em Capeside com 17 anos. E, até onde eu me lembro, a Andie tem 16 na segunda temporada :)

    20 de julho de 2011 às 21:59
  24. Rafaela disse:

    Adorei essa página!
    Estou revendo todos os episódios após 13 anos da primeira vez que vi. Lembro-me que na minha adolescência eu era fissurada pela série, mas assistia pela globo, e nem sempre conseguia seguir, um dia desses assistindo na LIV, passou o 1º episódio, motivo pelo qual me deu muita vontade de assistir tudo. E aqui você teve todo o capricho de detalhar essa maravilhosa série, se preocupou com cada detalhe. Adorei… Parabéns! abraços

    1 de agosto de 2011 às 16:44
  25. Mia disse:

    Amei, simplesmente amei seus comentários. Pra mim, Joey e Pacey sempre. Eles dois tem uma química realmente incrível. Me deixa muito emocionada ver as cenas dos dois. Achei lindo quando vi que ela escolheu ele. Simplesmente perfeito os dois juntos.

    17 de setembro de 2011 às 00:12
  26. Artenízia disse:

    A pessoa mais chata de toda essa história era Joey, todo mundo que fazia cena com ela ficava chato. Dawson , pacey jen eram mais intereesantes quando apateciam sem ela por perto. Na 1 vez que assisti eu adorava Joey e Dawson, depois percebi que a série estava ficando chata por causa dela, se Dawson tivesse seguido em frente sua vida sem joey, joey seu personagem com certeza teria ficado mais forte. Joey é sem graça até na vida real!

    21 de setembro de 2011 às 06:53
  27. Heloísa disse:

    Amei essa série… eu nunca conseguia assistir todas as temporadas, aí comprei todas as seis temporadas e sempre q termino de assistir passa um tempo e volto a assistir… fiquei triste da Jen morrer no final, pq ela foi a q mais sofreu na série na minha opinião e eu acho q a Joey deveria ter ficado com Dawson pis eles eram almas gêmeas, mas mesmo assim, eu choro toda vez q revejo a série… Adoro..

    25 de setembro de 2011 às 20:24
  28. Amanda disse:

    muito bom o post posso ver a série passando na minha mente apenas lendo esse resumo!
    Eu amo Dawson’s Creek uma das melhores séries do mundo !

    28 de setembro de 2011 às 00:11
  29. Amanda disse:

    Joey e Pacey são perfeitos um para o outro sempre foi os dois o Dawson era o melhor amigo da Joey nada mais do que isso, mas foi bem difícil eles perceberem isso não foi?
    Eu fiquei muito feliz que o Pacey e a Joey ficaram juntos, o amor deles sempre foi verdadeiro como o nome do barco do Pacey “True Love”.

    28 de setembro de 2011 às 00:17
  30. Tatiane Vasques disse:

    Oi Bruna!
    Não sei se vc ainda acessa esses coments, mas o q vc disse no primeiro parágrafo resume tudo que pensei hoje.
    Eu assistia Dawson’s na minha adolescencia, mas tb nao dava muita importancia na época. Só agora, nessa semana, quando eu decidi rever todos os episódios que me dei conta de como é completa e emocionante essa série.
    Acho que depois que eu passei por tudo aquilo que eles representam tudo faz mais sentido.
    Ainda estou na 2a temporada. Quando eu terminar vou voltar aqui pra reler esse post.

    6 de outubro de 2011 às 20:41
  31. Leonora disse:

    Amo essa série. Estou revendo no canal LIV e vou comprar quando puder.Incrivel cmo ela mexe conosco.

    11 de outubro de 2011 às 19:42
  32. Elaine Cristina disse:

    Olá Bruna,como vc eu só me apaixonei pela série quando comecei a assistir no Sony,perdi quase toda a terceira temporada e o começo da quarta,estou tendo a chance de rever no Liv,mas dizem que não passa da terceira e isso me frustrou um pouco!

    13 de outubro de 2011 às 22:32
  33. Jennifer christie disse:

    Para mim DC tem gostinho de adolescência! Eu me lembro que passava às segundas-feiras na Sony. E na terça era dia de fazer os comentários com as amigas dentro do metrô a caminho da escola. DC me remete ao meu Ensino Médio, ao meu primeiro amor e a minha primeira decepção amorosa. Enfim, as questões típicas da adolescência. Muitas saudades! Já se vão 13 anos de amor a essa série! Sem dúvida alguma marcou uma geração.

    30 de outubro de 2011 às 16:14
  34. Denise disse:

    Excelente Post…
    E o Pacey é muito apaixonante =D

    31 de dezembro de 2011 às 10:19
  35. Lu disse:

    Ana ,o seu comentário :”O final foi ótimo, podiam só ter matado o Dawson ao invés da Jen!”foi como dizia o próprio “Bocoson” .
    Vamos combinar,que protagonista insípido…acho que o Kevin(criador da série)percebeu que o ator era um traste,tanto que gradativamente foi transformando o antagonista Pacey ,em protagonista,ele percebeu que o personagem e o ator tinham mais carisma…resultado:The End Joey e Pacey oras!E friso a afirmativa da Ana ,Podiam só ter matado o Dawson ao invés da Jen!!!PACEY…SEMPRE!!!

    8 de janeiro de 2012 às 02:16
  36. Lu disse:

    Errata:”O final foi ótimo, podiam só ter matado o Dawson ao invés da Jen!”foi BRILHANTE como dizia o próprio “Bocoson” . =D Amooo PACEY’S CREEK….E devo fazer uma confissão quando aparecem os dramas do Bocosom eu passo o dvd prá frente…não agueto aquele chato de galocha!

    8 de janeiro de 2012 às 02:21
  37. Luciana disse:

    Acabei de assistir o Serie Finales and… i cry like a baby!!!
    Comecei a ver a série quando passava na Globo. But… como tv aberta é uma bósnia e que nunca passa uma serie completa,a acabei parando de assistir.
    Mas lembro com muito carinho dela. Depois de adulta não sobrou tempo para acompanhar na tv paga.
    Numa época meio nostálgica, me lembrei dela e baixei todas as temporadas no fim do ano passado.
    E é incrivel como ela é capaz de emocionar até hoje!
    Quando era novinha, vou confessar que gostava do Dawson e achava ele lindo. Mas agora depois de tantos anos, percebo que Joey não poderia ficar com outra pessoa senão Pacey.Ele é apaixonante.
    Tudo que ele fez por ela… qndo ela perdeu o bar e ele ajudou ela a fazer a pousada. quando expulsaram o diretor da escola.
    Também concordo que o casal mais lindo foi o Andie e Pacey. Me emocionava tanto com os dois. Mas acabei ficando com mta raiva quando ela o traiu com o cara da clinica.
    Amava o Mitch, pai do Dawson. Fiquei tão triste e chorei tanto quando ele morreu.
    E não sei vcs, mas é notório quando o Kevin deixou de dirigir a série. Ele quem dava o peso e dramaticidade na série. A partir da terceira temporada ela passou a ter um ar mais leve e cômico.
    E eu prefiro as lágrimas.
    Tanto que no series finale me derreti e passei a ter uma admiração por Jen, que nunca foi meu personagem preferido. Acho que foi ela que mais amadureceu e cresceu durante todas as temporadas. Fiquei mega triste com sua morte. E grams?? de autoritária e bruxa se tornou tão querida.
    Acho incrivel esse poder que uma série pode ter. Parece que os personagens passam a fazer parte de nossas vidas. Se tornam nossos amigos.
    Levarei para sempre Dawsons Creek comigo. Ela está na minha lista de preferida do gênero, junto com Felicity!

    5 de fevereiro de 2012 às 11:32
  38. ROSA disse:

    TENHO 53 ANOS, SO CONHECI ESSA MARAVILHOSA SERIE HA UNS 2 ANOS E NUNCA MAIS CONSEGUI ME SEPARAR DESSA GENTE FANTASTICA.
    AINDA NAO CONSEGUI VER A QUINTA NEM A SEXTA TEMPORADA. TO VENDO NO LIVE, PENA QUE AINDA NAO COMEÇOU A PASSAR A QUINTA. VOU AGUARDAR.
    FIQUEI UM DIA INTEIRO VENDO E AGORA VEJO TODOS OS DIAS. QUANTO MAIS VEJO MAIS TENHO VONTADE DE VER. E MUITO BOM, E BOM POR
    DEMAAAIIISSSSS!!!PARABENS PARA TODOS

    8 de março de 2012 às 17:35
  39. Dione Gumes disse:

    Dawson’s Creek…assisto a qualquer reprise que passe, amo a série, deveria ser exemplo para essa juvetude acéfala que vejo hoje!
    E ainda procuro o meu Pacey…

    23 de abril de 2012 às 23:52
  40. Saulo disse:

    Também concordo com o fato de que joey era uma chata!!!Porém, mesmo o dawson tendo seus momentos de chatice, acredito que ele era o melhor par para a joey que tem toda uma história com ele.

    7 de julho de 2012 às 17:56
  41. Flavio disse:

    sem duvidas é uma das melhore séries de drama adolecente ou se não a melhor até o momento, porém o final me deixou triste. Eu realmente esperava que joey e dawson terminacem juntos, pois foram criados juntos, tinham um lance de inocencia nos dois e logo na primeira temporada joey revelou que era apaixonada por ele e o fato de um compreeder o outro em tudo o final ja tava escrito, mas não foi isso que aconteceu, uma pena na minha visão. Pacey na minha visão deveria terminar com Andie, pois foi ela quem mudará a vida dele nas proximas temporadas, ela foi a primeira a acreditar nele mas não aconteceu. Tirando tudo isso é uma serie fantastica, muito bem escrita, com belos textos, comedia, romance, drama, teve de tudo. Salve Dawson’s Creek…

    22 de dezembro de 2012 às 10:07
  42. Andrea disse:

    Simplesmente,sou apaixonada por DC, tenho todas as temporadas e acho que ja sei ate as falas de cor de tanto assistir . Só fiquei um pouco chateada com o final ,queria que a Joey ficasse com o Dawson. Adorei seu site.Podiam fazer um filme ou uma 7 temporada ia ser demaiss…….

    20 de abril de 2013 às 01:13
  43. Peter disse:

    Será que só eu acho que ela deveria ficar com o Dawson? Apesar de ele ser mais morno como comportamento, ele sempre foi constante com a Joey. Ele era o tipo de amor que supria, não só de atenção aparente, mas nos pequenos detalhes. Ele não sugava a Joey. O Pacey usava um pouco da atenção da Joey para curar a sua carência. Ele tinha o complexo de heroi. O Dawson era mais romântico, mas idealista. Eu sou um homem e acho que o Dawson não era morno. Ele era um cara que gostava de revelar um amor mais embasado e sem aquele fogo de palha todo. Na minha opinião, a Joey castrou os dois emocionalmente, tanto o Pacey como o Dawson.

    17 de julho de 2013 às 03:51