[Personagem/Ator] Damon Salvatore/Ian Somerhalder | Apaixonados por Séries

[Personagem/Ator] Damon Salvatore/Ian Somerhalder

Talvez um dos atores mais aclamados da Comic-Con que acabamos de acompanhar, ele é daqueles que veio para ficar. Ian Joseph Somerhalder, filho de uma massagista com um empreiteiro, nasceu no dia 8 de dezembro de 1978, na pequena cidade do sul de Covington, LA. Quando criança, a maior parte do seu tempo era preenchido com atividades como velejar, nadar, pescar e treinar cavalos, costumes típicos sulistas, mas também participava de grupos de teatro na escola e estudava interpretação em grupos organizados. Aos 10 anos, com o apoio de sua mãe, Ian iniciou sua carreira de modelo, o que o levava até Nova York todos os verões. O garoto sempre estudara em escola católica.

Na época em que cursava o ensino fundamental, decidiu deixar a modelagem de lado e se dedicar mais aos estudos e esportes. Mais tarde, quando uma oportunidade surgiu, ele a agarrou e foi praticar mais uma vez a arte de modelar, só que agora na Europa, onde passou por cidades como Paris, Londres e Milão, e onde aproveitou também para estudar neste período. Aos 17 anos, Ian começou a estudar interpretação em Nova York e aos 19 já se sentia completamente comprometido com a nova profissão. Foi neste período que Ian trabalhou com o excelente formador de atores William Esper e fez participação na famosa série da CBS, Now and Again. Mas seu destino foi selado quando, durante a encenação do longa-metragem Black and White, onde Ian fazia figuração, um agente de talentos avistou-o no meio de uma multidão de 400 pessoas e decidiu agenciá-lo. Fixo em Nova York, o ator pode-se dedicar a hobby’s como esqui aquático e na neve e também equitação.

Durante o tempo que modelou, Ian representou marcas como Dolce & Gabanna, Calvin Klein, Gucci, Versace e Guess. Apesar de esse ter sido o início de sua carreira, Ian não gosta de tocar muito nesse assunto, pelo fato das pessoas associarem modelos a ‘rostos bonitos’ na televisão. O ator tem alguns fatos bastante curiosos em sua história. Seu sobrenome Somerhalder advém de um avô postiço que teve. A verdade é que seu avô verdadeiro, um rico latifundiário inglês, engravidou sua amante e para não assumir a filha, pagou a um trabalhador imigrante para que este desse seu nome a criança. Assim, genealogicamente, seu sobrenome seria Hull. Por conta dos trabalhos de sua carreira de modelo e do tempo que passou viajando pela Europa, Ian acabou por não se formar no High School.

Junto com seus irmãos, o ator possui uma pizzaria no estado americano de Idaho. Ian, que demorou para alcançar o sucesso total, foi comparado com Rob Lowe por Rosie O’Donnell no famoso programa de entretenimento americano ‘Late Night with Jimmy Fallon’, em 2009. O ator tem uma tatuagem em seu braço, com os dizeres em latim ‘Hic et Nunc’, que significam ‘Aqui e Agora’. Participações não faltaram na sua carreira: foram papéis em The Big Easy, Young Americans, Anatomy of a Hate Crime, CSI: Crime Scene Investigation, Law & Order: Special Victims Unit, CSI Miami, Fearless, Smallville e Tell Me You Love Me, além de alguns longas que também chegou a participar, como Wake, Fireball, Vingança entre Assassinos e How To Make Love To a Woman. E foi deste vasto currículo de trabalhos, que o ator chegou na televisão em um papel do tamanho do seu talento para uma série que prometia o sucesso antes mesmo de estrear. Ele seria um dos sobreviventes do vôo 815 da Oceanic Airlines. Ele estaria em Lost.

Foi com Boone que Ian se tornou um ator reconhecido pelo público. Boone Carlyle cuidava do negócio de casamentos de sua mãe, quando sua meia-irmã Shannon (Maggie Grace), por quem é apaixonado, tem alguns problemas na Austrália, fazendo com que ele vá até lá para resgatá-la. É na viagem de volta aos Estados Unidos, que acontece o trágico e misterioso acidente de avião e os dois viram sobreviventes naquela misteriosa ilha. Um dos mais empenhados com o resgate, o personagem logo no episódio piloto tenta conseguir contato junto com um grupo de sobreviventes via rádio (é quando ouvimos a misteriosa transmissão francesa, que está no repeat por anos). Com o passar dos episódios, Boone se aliou a Locke (Terry O’Quinn) e foi em uma dessas empreitadas com o careca, que Boone acabou perdendo sua vida, sendo o primeiro membro do elenco principal que demos adeus. Um fato curioso é que, o primeiro membro a ser morto na série, foi também o primeiro ator escalado como um dos sobreviventes. Apesar de morto, seu personagem fez diversas aparições durante toda a série e estava presente, banhado a muita luz, na cena final de Lost.

Depois de um grande sucesso como esse, tão marcante para os fãs como este personagem fora, seria difícil Ian emplacar de novo com o público. A série era The Vampire Diaries e prometia fazer barulho, mas era desacreditada pelos fãs. Na onda do sucesso da saga Crepúsculo, a emissora americana The CW aprovou o projeto de Kevin Williamson, baseado na obra de L. J. Smith, e rezava pelo seu sucesso. Ian era o nome de peso no elenco, sendo que os demais eram pouco conhecidos pelo público. E assim, a série chegou aos poucos, cativou o público e consquistou o sucesso, sendo hoje o grande carro chefe da programação do Fall Season da CW. E Ian está lá, brilhando como Damon Salvatore.

Damon é sensacional. Um personagem esférico, complicado de entender, mas tão simples de ser amado. Suas facetas são infinitas e o ator consegue dar um tom ao personagem que seria impossível vê-lo sendo interpretado por outra pessoa. Ele é um vampiro de aproximadamente 165 anos que decidiu-se por desligar os sentimentos e curtir os prazeres e tentações do sangue. Quando humano, Damon era puro. Realmente um bom e inocente garoto, inocência esta que o fez cair nas garras do amor de Katherine (Nina Dobrev), que também tinha relações com seu irmão Stefan Salvatore (Paul Wesley). Katherine é então capturada, pois é descoberta sua verdadeira identidade e os irmãos transformam-se em vampiros, o que gera uma revolta absurda em Damon, que jura nunca perdoar o irmão.

Apesar de tudo isso, sabemos que Damon faz tudo por Stefan. E com o passar das temporadas pudemos comprovar os inúmeros sacrifícios que já fez só pelo bem estar do irmão. Elena, também interpretada pela bela Dobrev, foi um divisor de águas na sua vida. Assim como Stefan, Damon não estava disposto a cometer os mesmos erros por outro amor, mas mesmo assim foi impossível não se deixar levar pela absurda semelhança entre a garota e a vampira. No episódio piloto, julgaríamos Damon o vilão. Hoje, ele é o nosso anti-herói. Pode não ter a personalidade perfeita, ter os atos certos nos momentos certos, mas o cara tem um bom caráter dentro de si, que só foi suprimido para amenizar as dores dos sentimentos humanos. Após o season finale da segunda temporada, grandes mudanças estão reservadas para o personagem, que agora está ainda mais perto de conquistar mais um pouco do coração da mulher que tanto ama.

Só para não deixar de citar, o ator tem cenas memoráveis dentro da série. Um das favoritas de todos os fãs, é quando, ainda na primeira temporada, Damon decide soltar um pouco dos seus sentimentos, acompanhado da vampira em transformação, Vicky (Kayla Ewell), é faz um festa a dois na mansão Salvatore. A dança realizada pelo personagem nessa cena é sempre relembrada e gera muitos risos em eventos quando fãs pedem para o ator reproduzi-la novamente. Mas a minha cena preferida é, de longe, quando Damon confessa seu amor por Elena, com a trilha sonora absurdamente boa de I was wrong (Sleepstar), e depois apaga a memória da garota. Sério, foi absurdo esse momento, a câmera focada nos olhos lacrimejados do vampiro que a fazia esquecer a maior das verdades de sua vida. Foi esse Damon vulnerável que deu show. Mas também não podemos esquecer de momentos irônicos como o personagem zombando dos vampiros da saga Crepúsculo, logo no início da série. Sim, momentos não faltam.

Atualmente o ator tem um possível romance com sua colega de elenco, Nina Dobrev, para o qual nós torcemos muito que nunca acabe e que se acabar, não atrapalhe no desenvolvimento da série. Um ponto muito legal a ressaltar é a ONG criada por ele, chamada Ian Somerhalder Foundation, cujo objetivo é conscientizar, educar e ajudar as pessoas no contato e cuidado com o meio ambiente. A fundação ganha mais destaque a cada dia e é um projeto que merece destaque e colaboração. Assim, executando um excelente trabalho e ainda participando ativamente da melhora do nosso planeta, nos resta torcer para que o ator continue nas telas por muito tempo e sirva de exemplo para muitos cidadãos despreocupados com o amanhã.


20 Comentários

  • Primeiro Post!!! EEE

    Gente para tudo!!!..Se esse homem não for a coisa mais linda que anda na terra eu morra!!!

    Falando sério Stefan tá com nada..Eu sou Team Damon até o fim. Ele dá um show de interpretação em TVD..e eu amo a série, já estou na espera ansiosa da 3 temporada…Por fim eis o ultimato: Ele é lindo e talentoso!!


    • Eu acho que o personagem do Stefan vem ganhando um espaço fundamental na trama e até mudando um pouco da imagem que o grande público tinha dele como cara chato e bonzinho.
      Acho inclusive que essa terceira temporada vem para quebrar essa imagem e mostrar que até mesmo os heróis nem sempre possuem os caráteres melhores possíveis.

      Quanto ao Ian é inegável seu talento. O cara brilha o tempo todo que aparece e realmente dá um show de química com todo o elenco. Achei bem bacana mostrar um pouco mais desse lado dele como pessoa, suas iniciativas para a gente poder admirar ainda mais esse ator tão querido!

      Abraço!


    • ai os dois sao lindos principalmente o damond


  • ah que post legal! Eu simplesmente adoro o Ian; acompanhei Lost apenas nas 2 primeiras temporadas, mas foi no papel de Damon que ele me conquistou.

    Eu já tinha lido os livros antes da série começar a ser exibida e eu tinha certo receio desse personagem. Mas o Ian se saiu excelente, me surpreendeu e Damon se tornou, de longe, meu personagem favorito. A ironia, o sarcasmo, o bad boy, o conflito de andar na fronteira do bonzinho e vilãozinho; o conflito de se apaixonar pela namorada do irmão; o medo de demostrar seus sentimentos, fazem do Damon um personagem memorável, um prato cheio para um ator, e um desastre se ele não souber achar o tom certo na atuação. O que felizmente não acontece. Por que o Ian traz tanto carisma ao Damon, que é impossível não torcer por ele.

    A dancinha com a “Vacky” ao som de Enjoy The Silence realmente é INESQUECÍVEL!!!! :D


    • Wander,

      Que lembrança boa você teve! Após ler o seu post fui correndo rever a dancinha ao som de uma de minhas músicas preferidas: Enjoy the Silence, do Depeche Mode (se bem que acho que na série não era a versão original).

      Valeu!!!


      • Nat,

        Essa versão de Enjoy the Silence que tocou em TVD é de uma banda chamada “Anberlin”. Eu adorooo essa musica, fiquei surpreso quando ouvi na serie, e não descansei até encontrar essa versão e baixar! \o


    • Realmente um personagem e tanto. Foi bastante difícil escolher alguns dos melhores momentos dele, mas acho que esses são realmente os mais lembrados pelos fãs. E essa dancinha dá o que falar até hoje!

      Qualquer evento que o ator vá, os fãs pedem para ele realizá-la de novo! Fez sucesso!


  • Simplesmente lindo! =)


  • Nada haver o que eu vou digitar, até porque não assisto The Vampire Diaries e só vi o Ian Somerhaider atuar em Lost, mas vi o vídeo dele a da garota dançando…

    Me lembrou a cena de dança do Clube dos Cinco. Enfim… @.@”


  • Ian é lindo, não precisa nem olhar duas vezes pra perceber isso. Mas além de tudo, ele é simpático, educado, simples, bem humorado, preocupado com questões como meio ambiente e animais abandonados, e não é “estrelinha”.
    Damon é sensacional: as caras de bocas, “levantadas de sobrancelhas” e a dancinha na cena com a Vicky tornam o personagem inesquecível. Vida longa ao vampiro, porque ainda quero ver muitas cenas dele em TVD.
    Como disse uma leitora nossa no top dos vilões, “Damon é meu malvado favorito”! =)
    Lê, parabéns, mais uma vez, arrasou um post envolvendo TVD! *-*


  • Matéria excelente!


  • 4 de abril de 2012 às 14:17
    morgana feitosa disse:

    i love lan


  • 19 de maio de 2012 às 10:06
    Emelly Emanuelly disse:

    I LOVE SO MUCH IAN SOMERHAIDER FOEVER…


  • * Campo obrigatório. O seu email não será publicado.