Dexter – 6×11 Talk to the Hand

Por: em 14 de dezembro de 2011
Colunas:
Séries: Dexter

Que raiva de Dexter. Que raiva. A temporada vinha seguindo mediana, com uma coisa boa aqui, outra ruim lá, mas parando pra analisar, nenhuma decisão tomada pelos produtores tinha sido tão estúpida (procurei outra palavra, mas não encontrei) como a desse episódio. Não por ter sido algo que me desagradou, mas por tudo que isso traz pra série no âmbito criativo. Se seguirem com isso, não vai ser apenas um jump the shark (expressão que é usada quando uma série dá um passo que compromete toda a sua estrutura e do qual não pode voltar atrás e continuar a mesma coisa), vai ser uma destruição total do que tem de melhor na série e do que a vinha salvando do marasmo, mesmo quando os episódios não eram tão bons e as situações eram absurdas: O relacionamento entre Deb e Dexter.

Dexter 6x11 Deb  Dexter   6x11 Talk to the HandDesde que essas sessões da Deb com a terapeuta começaram, eu já tinha lido algumas pessoas cogitando a possibilidade dela vir a ter sentimentos românticos pelo Dex, mas a situação sempre me foi tão absurda e tão inverossímil que eu preferi ignorar prontamente, porque achava que os produtores não chegariam a esse ponto. Então, imaginem minha surpresa – e decepção – ao assistir Talk to the Hand e ver, além da Deb se confrontar com a possibilidade, sonhar com isso. A cena do beijo dos dois foi absurda, bizarra e definitivamente não funcionou. Não importa que os dois não compartilhem o mesmo sangue, a relação que nos é mostrada há 6 anos é uma coisa fraternal e mudar isso da noite pro dia é suicídio, além de ser uma decisão incoerente. Eu queria saber em que cenário poderiam imaginar que algo assim funcionaria, juro, porque não entra na minha cabeça.

A interação entre os dois sempre foi excelente e mesmo quando a Jennifer Carpenter e o Michael C Hall eram casados, eu não conseguia imaginar os dois tendo alguma coisa. Era incestuoso demais. O sentimento pela Deb é uma das coisas que mantém a parte humana do Dexter acesa – depois da morte da Rita, ela e o Harrison são a única família dele e as pessoas com o qual ele realmente se importa. Ele é o porto seguro dela, aquele que vai estar lá pra segurar sua mão quando ela cair e é claro e óbvio que ele não vai corresponder a qualquer sentimento romântico que ela tenha, mas só a simples menção disto já provocaria um estranhamento na relação dos dois que estragaria a dinâmica maravilhosa que eles têm e que é a melhor coisa do seriado hoje em dia, além de ser uma das melhores relações fraternais nos seriados de TV.

O pior é que o penúltimo episódio da temporada não foi ruim só por esse plot. Claro que ele foi a coisa mais absurda e a “cereja” no bolo, mas no geral, foi um capítulo que jogou no lixo todo o ritmo que eu elogiei semana passada. A história com o Absinto foi resolvida da maneira mais simples e tola possível, nem mesmo um mistério e uma apreensão conseguiu criar. Tinha rolado um spoiler falso na internet que, neste episódio, o Quinn morreria pelo gás e que, antes disso, gravaria uma fita onde revelaria que o Dexter matou o Robcop na temporada passada. Honestamente, teria sido bem mais interessante – e ousado – do que foi. Se o que os roteiristas queriam era preparar o terreno para o season finale e criar uma expectativa, eles erraram a mão feio. O Travis psicótico funcionou bem, assim como no episódio passado, mas eu confesso que ri um bocado com a brincadeira do Dexter para atraí-lo. O que não me desceu foi o vídeo. Sério que o Dex foi descuidado a esse ponto? Qualquer um pode achar aquele telefone e ele teria que achar uma ótima explicação para isso. Parecia que eu estava novamente diante daquele Dexter descuidado que queria salvar o Travis e agia sem pensar.

Masuka e Louis Dexter 6x11  Dexter   6x11 Talk to the HandA história do Louis continua sendo uma das coisas mais intrigantes e, talvez por isso mesmo, uma das que mais me dêem medo. Medo de esperar demais por ela e, no fim das contas, me decepcionar novamente. Eu começo a acreditar na possibilidade de que, de alguma maneira, ele seja mesmo um aficcionado por serial killers e que saiba sobre o Dexter. Pelo menos é a única coisa que explicaria ele enviar aquela mão ao cara. Ok, ele pode estar furioso depois do que o Dex disse a ele sobre o jogo semana passada – e teoricamente nem dá pra culpar o cara por isso – , mas daí a enviar a mão de um assassino, é outra história. Se eu fosse apostar agora, diria que ele estará envolvido em uma história do finale de domingo ou então em alguma subtrama da temporada seguinte.

Por mais bizarro que possa parecer, a trama mais coerente do episódio foi da LaGuerta. Condiz totalmente com a personagem entregar o Matthews e fazer com que a culpa acabe recaindo em cima da Deb. Já imaginava que a Deb acabaria deixando o “lado fraternal” falar mais alto e não denunciaria a pessoa que sempre esteve ali para ela. Ao mesmo tempo, foi ótimo ver o contraposto com o modo como ela agiu com Quinn e Batista, se mostrando como uma tenente de verdade.

O episódio de domingo pode ser excelente, explodir minha cabeça e me lembrar os tempos áureos de Dexter, mas nível de excelência nenhum vai apagar a decepção que eu senti com a temporada. Até semana passada eu poderia afirmar que estávamos em um ano melhor do que o passado, mas o incesto que foi inserido aqui foi tão absurdo que eu já nem sou capaz de nivelar se estamos em um cenário melhor ou pior. Já li gente achando que isso é algo pra que, caso a Deb descubra sobre o Dex semana que vem, ela não conte a verdade, mas eu confesso que isso me soa ainda pior: Ver Deb descobrir sobre o irmão e acobertá-lo por ele ser seu irmão e tentar lidar com a situação aos poucos é aceitável, mas vê-la escondendo o segredo dele por “amor” seria ridículo e, se essa for a linha que será seguida, eu prefiro que a Deb não saiba tão cedo.

Se eu já não tinha ficado ansioso pro final da temporada passada, pra essa de agora então, minha expectativa é nula – até porque nem mesmo o final de Talk to the Hand contribuiu pra isso.

Nos vemos semana que vem, com um texto menos decepcionado e mais animado, eu espero.

Deixe seu comentário

34 comentários, seja o próximo.

  1. Alan disse:

    eu achei interessante o plot dex-deb… é arriscado por que é chocante, pertubador, tabu. Se vc não gostou, não entendo como consegue acompanhar dexter, uma serio sobre um serial killer… Mas bem, oq eu acho é q gradualmente eles irão acabar com a parte humana de dexter, pra ele voltar a ser aquele ser completamente diferente de todos q nos foi mostrado na primeira (e melhor) temporada

    14 de dezembro de 2011 às 23:46
  2. Julia disse:

    Zzzzzzzzzzzzzzz.

    Parabéns a vc, que conseguiu escrever a review belamente. Eu no seu lugar colocaria um belo bocejo.

    15 de dezembro de 2011 às 00:24
  3. Thais disse:

    Dexter’s Hand talked to Deb’s Boobies… rsrsr
    O Louis acho ue vai ser um plot para a próxima temporada mesmo.. E sinceramente eu quero muito isso! Estou apostando nessa trama!
    Não acredito que Dex e Deb vai se concretizar, mas algumas frases do sonho pode fazer ela repensar sobre denunciar o Dexter ou não quando ea descobrir a verdade, tipo… “nem tudo é preto e branco” Ou seja, mesmo ele sendo um Serial Killer, ele tirou muitos criminoso da rua.. Evitou inumeros assassinatos e tal… Talvez isso atenue um pouco para ela! Bem, talvez isso não sirva para justificar para a Deb, mas para mim sim!!!

    Também não acredito numa descoberta por agora. Na mais otimista das possibilidades, na minha visão, vai ocorrer no 7×12 ou somente na 8ª e ultima temporada mesmo!

    E que terapeuta mais furreca aquela! SE esse “amor” repentino fose insight da Deb, seria mais compreensivel, mas a Terapeuta colocou com todas as palavras que a Deb tinha esses sentimentos. Aff… Nem que ela tivesse certeza, ela poderia ter falado dakele jeito!
    Para mim essa é pior temporada em desenvolvimento e enredo! Tinha tudo para ser muito boa, mas a partir da morte do Brother Sam, os capitulos cairam muito e começaram a melhorar desde o 6×10, mas nada assim tão “OOOHHH”

    Essa temporada só mostrou que a humanização do Dexter mantendo o Dark Passenger não é possível. Ou ele segue sendo o Dexter de antes, ou sufoca o Dark Passenger (o que eu não acredito que seja possível.

    E por inclrivel que pareça, eu gostei da 5ª temp. Nao é a minha preferida, mas eu gosto@

    15 de dezembro de 2011 às 01:08
    • Raquel disse:

      Eu não acho incrível, eu também gostei da 5° temporada, depois da 4° é minha preferida, eu gostava da Lumen também, por mim teria um spin off dela.

      Eu duvido que quando descobrir a Deb vá denunciar o Dexter, acredito que no final ele acaba morrendo.

      15 de dezembro de 2011 às 03:36
    • Eu não consegui gostar da 5ª, achei tão mal desenvolvida e estruturada quanto essa 6ª e a Lumen era forçada demais pra mim…

      Eu concordo ctg que essa temporada tinha tudo pra ser mto boa, o começo me empolgou MUITO, mas depois da morte do Brother Sam, a queda de nível foi muito grande. ;(

      15 de dezembro de 2011 às 13:50
    • Mandabala disse:

      Realmente, Bro. Sam poderia ter morrido mais para o final, as conversas entre os dois eram muito bem construídas, desperdiçaram um grande chamariz.

      Agora as pessoas estão reclamando da relação DEX-DEB mas não percebem que esse é o choque para causar, pela serie acredito que não vá rolar nada além de intrigas. Esse papo de amor entre irmãos é para chocar, é tabu, o subconsciente agindo, não vai virar romance. Interessante que lembrei como era desconstruída a relação de Dex com a Rita e era muito interessante!

      20 de dezembro de 2011 às 03:37
  4. Camila disse:

    Rewiew Perfeita, não tenho nem o que comentar, concordo com tudinho. Serio nunca que eu li uma review tão boa como essa, as vezes leio concordo, mas tenho coisas para colocar ou falar, nessa eu simplesmente não tenho, tudo foi dito.

    15 de dezembro de 2011 às 01:54
  5. Fabi disse:

    Dex e Deb é absurdo. E não falo isso apenas por achar incesto uma coisa absurda. a terapeuta forçou a barra. foi patético.

    Eu tô achando q o Louis vai continuar na próxima temporada e não gosto disso. Não acho o personagem muito agradável de assisitir e não tenho muita certeza de q ele vá prender a nossa atenção.

    quanto à mensagem dele no celular para o Travis, eu fiquei p. da vida. como vc falou: foi muito descuidado. será q vai ser assim q a Deb vai descobrir sobre o dexter? ou qlquer outra pessoa?

    Tava torcendo pela morte do quinn nesse episódio. ¬¬ pena.

    15 de dezembro de 2011 às 01:55
    • Tb tava torcendo pela morte do Quinn… Vamos torcer pro próximo agora. E eu acho que alguém vai ver o video… É a única explicação pro Dex ter sido tão descuidado… Mas ainda assim, não dá pra engolir ele ter feito isso, tão forçado quanto a terapeuta e a Deb.

      15 de dezembro de 2011 às 14:10
      • Fabi disse:

        exato.
        essa minha conclusão (q é meio óbvia) sobre o vídeo foi SÓ pq a coisa foi forçada demais.

        Nunca estive com tanto medo de uma season finale.

        15 de dezembro de 2011 às 14:23
        • Não, essa história do vídeo também não me desceu… Nem a parte em que o Travis desenha o Dexter na parede… de onde veio isso? Agora com certeza alguém vai ver, ou o vídeo, ou aquilo.
          Acho que alguém vai descobrir a verdade no último episódio, e que o Louis pode ser até parte da trama principal da próxima temporada.

          17 de dezembro de 2011 às 03:30
  6. Raquel disse:

    Eu falei desde o primeiro dia da terapia que ia acabar nisso, Deb descobrindo um sentimento por Dexter.

    MAS, se vcs prestarem atenção não foi colocado um plot incestuoso na trama, não passou de um sonho, e essa “descoberta” foi muito influenciada pela psicóloga.
    O sentimento pode até existir, mas o relacionamento é lógico que é inviável, como os personagens explicariam isso para seus amigos e os filhos de Dexter? É impossível isso acontecer.
    Os roteiristas só fizeram um insinuação para gerar um buxixo e uma expectativa.

    Estou esperançosa com o plot do Louis, acho que será promissor na próxima temporada.

    15 de dezembro de 2011 às 03:32
    • O relacionamento é mesmo inviável, mas o plot ainda me soa forçado e bizarro demais. eu acho que só a menção a ele, só o simples fato da Deb estar apaixonada (se declare ela ou não pra ele), já vai alterar muita coisa na relação dos dois. :(

      e eu acho que eles tem tudo pra fazer uma boa trama com o Louis, espero que não joguem fora tb.

      15 de dezembro de 2011 às 14:15
      • Raquel disse:

        É forçado e não é.
        É por que e nenhuma temporada isso passou pela cabeça de nmg.
        “Não é” porque estão a 4 episódios dando pistas sobre isso, até achei a cena do sonho bem feita, meu coração acelerou, mas de resto como eu disse é inviável.

        15 de dezembro de 2011 às 21:27
  7. eu disse:

    Concordo com tudo q vc falo
    sou fanatico pelo dexter pra mim a melhor serie de todas,mas depois da 4 temporada (a do trinity) as coisas soh pioraram no dexter, agora eles inventao essa da debra e o deter juntos nao faz nenhum sentido . . .
    Mas como fa de dexter espero q isso nao aconteça e q me surpreenda no final, com luis, com a laguerta e ate o trevis fazer alguma bem foda, como matar o harisson por exemplo.

    15 de dezembro de 2011 às 15:50
  8. Juliana disse:

    Odiei a deb apaixonada pelo dexter, mas ainda tenho esperanças que não seja isso…e se, por não conhecê-lo, mas apenas conhecer o dexter montado pelo harry, ela tenha uma imagem idealizada dele e isso seja confundido com amor platônico? Quem sabe é pq ela vai descobrir? E qdo descobrir, ficar tão chocada que vai cair a ficha: não é amor, apenas uma sensação de que algo está errado, algo não se encaixa. Dexter ser perfeito não se encaixa…pq ele é um serial killer…talvez na cabeça dela isso seja tão absurdo qto ela ser apaixonada por ele…será? Ou to sendo mto Poliana rs?

    15 de dezembro de 2011 às 18:29
  9. David disse:

    Uma palavra: NOJENTO!!!!
    Eles são irmãos!!!!!!!!!!!!!!!!

    15 de dezembro de 2011 às 20:40
  10. Vera Falcão disse:

    O Dexter e a Deb envolvidos sexualmente é algo bem possível, nada bizarro (aliás, acho interessante que as pessoas amem um psicopata assassino e não possam admitir esse envolvimento que nem incestuoso é…). O Louis daria um belo oponente pro Dexter destrinchar na próxima temporada, espero! E acho que o Quinn só está ainda na série pq vai ser uma peça importante na revelação das traquinagens do Dexter – eu tô satisfeita, incoerência também faz parte da vida (e das séries…).

    16 de dezembro de 2011 às 09:39
  11. Nina disse:

    A 5ª temporada pra mim não foi boa nem ruim, foi algo que ainda não consegui entender meu sentimento em relação a temporada, só sei que não quero Lumen de volta. A 3ª temporada eu achei completamente entediante.

    Agora essa 6ª, tá me soando cada dia mais e mais absurda!

    DEB E DEXTER? NUNCA! Poxa, se tivessem cultivando essa relação ‘amorosa’ desde o inicio, eu não diria nada, mas agora, DO NADA, absurdamente, querem nos convencer que a Deb é apaixonada pelo Dexter, e com direito a um beijo que me fez gritar de desespero – isso sim é terror! NÃO, NÃO E NÃO! Prefiro a Lumen de volta – OK, acho que não, prefiro Dexter sozinho. Não é questão de ser incestuoso, nem nada desse tipo, mas é que foi algo ABSURDAMENTE jogado DO NADA pra gente, não foi algo que a Deb SENTIU, foi algo que a terapeuta INSINUOU que ela sentisse, o que torna mais absurdo ainda. Não foi algo que ela veio sentindo com o passar do tempo, foi algo que a terapauto DIZ que ela sente. NUNCA conseguirei engolir isso.

    Outra coisa que me revoltou bastante também foi o video, Dexter nem em seus momentos mais descuidados faria isso, essa temporada estava indo tão bem, e ver agora ele perder todas as suas caracteristicas por causa de religião? Não consigo engolir isso! Não consigo acreditar em toda essa trama em que Dexter confia plenamente no Travis, sem nenhum questionamento. Não consigo acreditar que Dexter entraria em um prédio sem saber quem tá lá dentro, só porque alguém lhe informou isso. Não acredito que Dexter não tenha descoberta antes de ver o corpo que Gellar estava morto. Não acredito!

    16 de dezembro de 2011 às 15:55
  12. Nina disse:

    AH, e outra, porque o Dexter deixou o Harrison na cidade? Não teria sido muito mais facil enviar ele pra ficar com a avó? Não seria a cosia mais Dexter a se fazer? Manter o filho longe disso tudo?

    Ealguém por favor, mata logo o Quinn, nem pra isso o Travis serviu ¬¬’

    16 de dezembro de 2011 às 16:01
  13. Junior disse:

    Putz…eu e minha noiva ao assistir tivemos a mesma impressão que vc…faço das suas as minhas palavras…Porém, adoro a série, pra mim é uma das melhores. Mas realmente, quando vi o lance do sonho, a reação foi a de repulsa e de não aceitação, será mesmo que vão prosseguir com isso, pq realmente não ficou legal, ao mesmo tempo, tudo que nos afeta é motivo de mais audiência…vamos ver no que vai dar…

    16 de dezembro de 2011 às 21:42
  14. Julia disse:

    Os spoilers então é boato? Mentira? Tinha ficado feliz, poxa…

    Li uma entrevista com alguém da produção/roteiro de Dexter e eles justificam a questão do amor de Deb e Dex mencionando uma frase que ele diz na 1a temporada, que se ele pudesse ter algum sentimento por alguém, seria por Deb.

    Ainda acho absurdo isso que inventaram, mas acho que isso vai ser mais um gancho que não vai ser desenvolvido – só fizeram pra causar auê.

    E eu amei a 5a temporada! Achei que podia ser melhor desenvolvida e o final poderia ter sido infinitamente superior – mas teve mta tensão e é isso que sinto falta em Dexter nessa temporada. Da tensão, de ficar sem ar em quase todos os 12 episódios ='(

    16 de dezembro de 2011 às 22:40
  15. Leo disse:

    Quer filminho de terror? Baixa ou aluga, dexter é um seriado com uma base psicológica sólida. Não se trata de matança desenfreada. Não entende, vai ler um livro sobre.

    21 de dezembro de 2011 às 00:58