The Vampire Diaries – Os livros de L.J Smith e a série da CW

Por: Alexandre Cavalcante em 9 de setembro de 2010

De uns tempos pra cá, vem virando moda essa onda de adaptações literárias. Quer os livros façam sucesso ou não, as emissoras de TV investem cada vez mais no ramo. True Blood, Dexter e mais recentemente The Vampire Diaries são alguns claros exemplos de séries literárias que se tornaram séries televisivas. Via de regra, as adaptações costumam deixar muito a desejar em relação aos livros. Porém, vez ou outra, eu encontro algo que possa me fazer encher a boca e dizer: “Conseguiram superar o livro.” E foi exatamente isso que eu falei após ler os livros de L.J Smith e assistir a série da Kevin Williamson e Julie Picler.

O intuito desse texto é basicamente explorar as semelhanças e diferenças entre os 4 livros da série (O Despertar, O Confronto, A Fúria e Reunião Sombria), todos já lançados aqui no Brasil. Inicialmente concebida como uma trilogia, a série de livros logo se popularizou e ganhou um volume a mais. O sucesso continuou e os livros ganharam uma continuação, intitulada “Diários do Vampiro – O Retorno”, que já consta de 2 volumes (Nightfal e Shadow Souls),  e um 3º (Midnight) programado para o futuro. L.J. Smith também já assinou contrato para escrever uma nova trilogia de TVD, ainda sem data de lançamento prevista: Phantom, Evensong e Eternity. A nova saga contará a história de Elena e seus amigos na faculdade.

Essas ramificações que a história foi ganhando não entraram como parâmetro de comparação, já que além de ser uma sequência da saga, ainda não foram lançadas por aqui. Portanto, de agora em diante você poderá se deparar com spoilers, tanto dos livros quanto da 1ª temporada da série.

O ponto de partida das duas obras é o mesmo: O interesse de Elena, aluna do High Scholl, por Stefan, o misterioso forasteiro que acabou de chegar na cidade (no livro, Fell’s Church; na série, Mystic Falls) e que mais tarde se revela um vampiro. Contudo, essa talvez seja uma das poucas coisas que pode se dizer que as duas têm em comum. Vamos agora analisar as discrepâncias entre elas.

Começando por Elena, onde reside uma diferença gritante, especialmente no que diz respeito à personalidade. A mocinha que conhecemos na série é meiga, calma, relaxada, reservada e nem é muito antenada nesses lances de popularidade ou de coisas da moda. Diferente da Elena do livro, que é um poço de futilidade, popular e até mesmo um pouco patricinha. É a típica “rainha da escola” e todos a seguem por onde quer que ela passe, fazendo suas vontades. Quando conhece Stefan, se interessa imediatamente e fica decidida a conquistá-lo.

O interesse inicial do irmão de Damon pela moça é outro ponto diferente. Enquanto na série Stefan foi até Mystic Falls por causa de Elena, no livro ele a conhece por acaso e logo procura se afastar, já que ela lhe lembra Katherine. Já o Damon dos livros é, talvez, o personagem que mais se aproxima (em personalidade) de seu representante na série. Frio, sarcástico e procurando rivalizar com Stefan, especialmente no que diz respeito à Elena. Quando Katherine retorna, no 3º livro, se mostra do lado de Stefan e Elena, o que deve (ou não) acontecer na série, agora que a vampira voltou. E isso não é um spoiler da 2ª temporada, é só uma constatação mesmo.

A família de Elena também é diferente. Enquanto na série nós temos Jeremy e Tia Jenna, no livro conhecemos Margareth (sua irmãzinha de 4 anos) e Tia Judith. A relação de Elena com a irmã é sincera e os cuidados que ela toma com Margareth lembra, ao menos um pouco, sua preocupação com Jeremy na série.

Uma das coisas que a série também deixou pra trás quando começou – e essa eu acho que seria MUITO legal se tivesse sido inserida – foi a Meredith. Ela é, ao lado de Bonnie, uma das melhores amigas de Elena e, em minha opinião, uma das melhores coisas do livro. Meredith é decidida, pensativa, inteligente e está sempre ao lado de Elena, sem pestanejar ou duvidar da garota. Já se falou sobre uma chegada da personagem à série, mas nada foi confirmado e, por enquanto, ficamos do jeito que está. Essa personalidade decidida acabou ficando pra Boonie, que no livro não é tão ativa quanto na série (até o 4º volume) e nem desenvolveu tanto os seus poderes, que na obra de Smith vieram de sua descendência druida, enquanto na série ela descende das Bruxas de Salém.

A origem dos irmãos Salvatore também é diferente. Na adaptação da CW, eles vêm da Guerra Civil em Mystic Falls. No livro, são originários da Renascença Italiana. O ponto em comum é Katherine e sua personalidade, que não conseguindo escolher entre um ou outro, deu sangue de vampiro para os dois beberem e foi responsável pela transformação deles.

Mais um ponto positivo para série é o seu modo de desenrolar a história. Nos livros, não vemos Anna, Isobel, vampiros saindo de uma tumba, Tio John e quase nenhuma das tramas que se desenrolaram durante a 1ª temporada. Eles seguem um caminho mais lento e, na maior parte do tempo, são focados em Stefan, Elena e Damon. A série é frenética, cheia de reviravoltas, situações de tirar o fôlego e mortes. E são esses elementos que, ao meu ver, a tornam melhor – pelo menos até onde vimos.

Ainda existem algumas coisas do livro que a série não explorou. Elena vampira e se adaptando a sua nova vida nas sombras é algo que eu achei bacana quando aconteceu (3º livro) e que torço para que a série faça isso de uma maneira legal também – muito embora eu tenha quase certeza de que ainda vai demorar um pouco para vermos isso. Já Katherine, embora tenha agitado mais a reta final do livro III quando voltou, não foi tão bem aproveitada como poderia ser. O que eu acho que a série vai saber fazer muito bem, baseado nas promos que andam saindo.

Outro ponto que salta aos olhos de quem leu os livros é quanto à seleção do elenco, já que as características físicas não são exatamente o que se pode chamar de mais fiel. A Elena do livro tem cabelos louros; a da série usa cabelos castanhos. Boonie no livro é descrita como branca e de cabelo ruivo e crespo. Na série, é morena de cabelos escuros. Outras diferenças menores também foram notadas, como por exemplo o fato de que Vicki e Matt não são irmãos nos livros e que, assim que a história se inicia, Stefan mora sozinho em uma pensão e não em uma mansão com Zach (que é inexistente na obra de Smith).

Conclusão: Apesar das diferenças, ambas as obras têm seus méritos. E mesmo que muitos que leram os livros depois de ver a série (eu entre eles) tenham se decepcionando um pouco com o que encontraram, a melhor opção mesmo é tentar não transformar uma coisa na outra e fazer um esforço para curtir as duas.

E você, que já leu os livros e viu a série, o que acha? Qual prefere? Acha que faltou alguma coisa? Divide sua opinião com a gente nos comentários. Se ainda não leu, o submarino tem o box completo com os livros.

A exibição da nova temporada da série de TV começa hoje, lá nos EUA. As reviews você encontra aqui, no Apaixonados por Séries.

**

Meu agradecimento pra Iraia, que debateu comigo o assunto e ajudou nas informações. :)

Deixe seu comentário

43 comentários, seja o próximo.

  1. Alana disse:

    Eu já tinha lido os dois primeiros livros bem antes de conheçer a série…
    Quando começei a ver a primeira temporada, fiquei meio confusa, pq não pareçia em nada a mesma história.
    Me lembro no começo do livro que a Elena passou pelo Stefan e ele nem olhou pra ela e ela ficou muito surpresa, pq todos os meninos gostavam dela e o stefan era bem grosso com ela no começo.
    Mas agora prefiro mil vezes a série do que o livro :)

    16 de setembro de 2012 às 19:10
  2. Beatriz disse:

    li o 3°livro,axei bem cansativo na verdadi mais terminei de ler.Me decepcionei ao ler o final,mas dps veio o 4°livro.Não li ainda pq jah virei fã da série.HÁ grandes diferenças como há grandes semelhanças tambeim entre os livros e as séries.
    Na minha opinião Julie e Kevin estão fazendo um trabalho maravilhoso como fez L.J Smith.Bjs naum tente encaixar 1 coisa na outra!! xau

    4 de dezembro de 2012 às 19:21
  3. Julia disse:

    Comigo foi quase ao contrário do que com a maioria das pessoas. Eu li os livros primeiro e não me interessei pela série devido as diferenças, isso sem assistir um episodio. Depois de tanto ir contra me peguei viciada em TVD que os episódios passavam voando. A série é sem duvidas melhor que os livros, que ficam até sem sentido se vc for comparar.

    18 de dezembro de 2012 às 15:29
  4. Cida Oliveira disse:

    Hummm, eu li todos os livros, e gostei muito no entanto o final foi deprimente, achei chato e cansativo! Prefiro mil vezes o seriado! E realmente frenético.. você não consegue parar de assistir! E as diferenças são realmente enormes, mas pra mim foram até melhores do que o próprio livro e tornam a série o sucesso que é! Espero que a série mude o final, gostaria muito que a Elena ficasse com o Damon, ele merece ser feliz, pois sempre é o Stephan para um lado, stephan para o outro e Damon sempre se sacrificando para fazer o irmão feliz. Esta na hora dele ser feliz também. E nada melhor do que ficar com que ele ama, a Elena.

    7 de fevereiro de 2013 às 01:17

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>